Segundo o IBGE, 11% das pessoas com depressão são idosos. Confira os principais sintomas da depressão em idosos e aprenda como ajudá-los na prevenção.

 

Nem só de boas memórias, sorrisos e sabedoria é feita a terceira idade. Envelhecer, infelizmente, é conviver rotineiramente com perda de entes queridos, surgimento de doenças, redução de renda e muitas vezes isolamento social. Esses fatores, combinados com fatores biológicos (hereditários), podem originar uma doença silenciosa que traz diversas consequências ruins: a depressão em idosos.

Preconceito e falta de conhecimento muitas vezes tornam mais difícil a identificação dos sintomas. Entretanto, o cuidado deve ser redobrado, uma vez que a depressão está entre as principais doenças mentais que atingem os idosos.

Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), pessoas entre 60 e 64 anos de idade representam a faixa etária com maior proporção (11%) de diagnóstico de depressão. E este índice só vem aumentando com o passar dos anos.

Os fatores que podem estar acarretando no aumento da incidência da depressão em idosos são: aposentadoria e a consequente sensação de inutilidade, falta de realização profissional, redução de renda e dificuldades financeiras, isolamentos sociais, incidência de outras doenças e a morte de amigos e familiares.

Quem cuida (ou ajuda a cuidar) de idosos deve sempre ficar atento aos sinais de depressão, para que o  diagnóstico seja o mais breve possível. Confira os principais sintomas da depressão em idosos e, em seguida, aprenda como ajudá-los na prevenção.

Conheça os principais sintomas da depressão em idosos

Um dos maiores problemas da depressão na terceira idade é a dificuldade do diagnóstico, uma vez que os sintomas frequentemente são confundidos com preguiça, cansaço e alterações de humor característicos da idade.

No entanto, não tratar a doença adequadamente pode culminar em demência e até mesmo Alzheimer. Além disso, também é importante considerar que os sintomas podem ocasionar alimentação inadequada, sedentarismo, isolamento social, e muitas vezes até a falta de higiene. Esses fatores combinados podem não só gerar o surgimento de outras doenças, como também agravar àquelas já existentes.

Para conseguir identificar os sinais de depressão de maneira mais certeira, confira, abaixo, a lista com os principais sintomas.

  1. Humor depressivo durante a maior parte do dia, indicado por relato do idoso ou de terceiros;

  2. Diminuição drástica do interesse ou prazer em atividades antes prazerosas;

  3. Aumento ou diminuição incomuns do apetite,  perda ou ganho significativos de peso;

  4. Insônia ou sono excessivo;

  5. Fadiga ou perda de energia, agitação ou retardo psicomotor (capacidades cognitivas mais lentas).

  6. Sentimentos de inutilidade, culpa excessiva e inapropriada, “complexo de perseguição” ou medo exagerado de doenças graves;

  7. Redução na capacidade de concentração;

  8. Pensamentos recorrentes de morte ou suicídio;

Os sintomas da depressão acarretam em sofrimento, prejuízos ocupacional e  social. Há situações em que eles podem ser causados por medicamentos, pelo uso de álcool ou por doenças neurológicas, infecciosas, metabólicas, endócrinas e cardiovasculares. Por isso é indispensável recorrer a um médico assim que os sintomas são identificados.

Como prevenir a depressão em idosos

Ainda que exista tratamento adequado para a depressão, prevenir sempre é a melhor opção. A melhor alternativa para evitar a doença, sem dúvidas, é incentivar os idosos à qualidade de vida generalizada, com uma rotina ativa e cultivar boas relações sociais.

Embora possa ser difícil para um idoso com saúde debilitada e situação financeira restrita sair de casa, há uma série de atividades possíveis. Entre elas estão leitura, frequentar cursos gratuitos, visitas a parques, ter encontros rotineiros com amigos e  participar de grupos de ginástica ou de dança de terceira idade na comunidade (muitas vezes gratuitas ou com baixo custo).

Lembre-se que o papel da família é fundamental tanto para prevenir, quanto para identificar os sintomas da depressão. Visitar, dar seu apoio, promover atividades que aumentem a autoestima e fomentem o convívio social são atitudes que podem transformar a vida de um idoso depressivo. Afinal, não é porque estão no fim de sua jornada, que a vida deles deve ser  que ser menos plena e feliz, não é mesmo?

Clique e veja mais mais dicas sobre como cuidar da saúde do idoso!

Read More
Mercado de segurança eletrônica usa alarme

Segurança Eletrônica e o Alarme de Emergência Pessoal

As empresas de Seguranca Eletronica estão atentas para um novo mercado extremamente promissor: O Alarme de Emergência Pessoal.

Todos sabemos da quantidade de invasões e roubos de residências que ocorrem no Brasil. Por isso temos tantas empresas de Segurança Eletrônica, que fazem parte de um mercado milionário, que envolve fabicantes de alarmes, empresas de monitoramento, e revendores de serviços de instalação e monitoramento.

O que ninguém no Brasil tinha se dado conta até poucos anos, é de um outro tipo de monitoramento de alarme, que movimenta bilhões de dólares nos Estados Unidos, Europa e Japão.

Estes sistemas, que servem para os usuários chamarem ajuda numa situação de emergência doméstica, atende por diversos nomes lá fora. Os americanos chamam o serviço de Alerta Médico (Medical Alert). Já na Europa os termos mais utilizados são Tele-assistência (Portugal), Telecare (Inglaterra), Teleassistance (França), Teleassistencia (Espanha).

O sistema é muito parecido com um de alarme residencial, uma vez que utiliza um equipamento instalado na casa do cliente, uma linha telefoônica, uma central de monitoramento que recebe as chamadas, e as revendas que instalam e comercializam o serviço de monitoramento 24h. Mas as semelhanças terminam ai. O equipamento – PERS – como é chamado nos Estados Unidos, sigla de Personal Emergency Reponse System, o que em português seria Sistema para Reportar Emergência Pessoal, tem uma série de recursos para atender às necessidades dos usuários e ser extremamente confiável.

Botões de emergência usados com pingente ou pulseira

Botões de emergência

A primeira exigência deste tipo de equipamento é que tenha um botão pequeno, leve e a prova d’água, que possa ser usado como pingente ou no pulso, com transmissão de longo alcance para a base ou console que vai realizar a chamada em caso de acionamento. Outro aspecto que o diferencia de uma sistema de alarme tradicional é o recuros de viva-voz. Quando acionado, o operador consegue se comunicar pelo sistema de viva-voz do console, sem que seja necessário o usuário atender uma chamada. O que seria impossível se ele estiver caído ou numa situação.

A estes dois recursos se somam inúmeros outros, tais como:
Atendimento automático de chamadas telefônicas.
Avisos de medicamento e compromissos.
Monitoramento de temperatura.
Monitoramento de não atividade.

Por utilizar uma tecnologia semelhante aos sistemas de Monitoramento de Alarme, muitas empresas de Segurança Eletrônica estão vislumbarndo ma nova gama infinita de clientes:

Idosos que moram sozinhos ou ficam algum tempo sozinhos em casa.
Pessoas que necessitam de cuidados especiais.
Pessoas com dificulades de locomoção.
Pacientes que estão se recuperando em casa.
Gestantes com gravidez de risco.
Atendentes de loja e estabelecimentos comerciais.
Moradores de apartamentos sujeitos a invasão de condomínios.

Read More

O Paradoxo do Monitoramento | PERS Summit

Na palestra apresentada por Josh Garner, Presidente e CEO da AvantGuard Monitoring, empresa independente de monitoramento que organiza o PERS Summit,  o palestrante abordou uma questão muito interessante, que pode ser considerada “O Paradoxo do Monitoramento”. Nos EUA, como este mercado existe certamente há mais de 20 anos (alguns dizem que existe há 40 anos) a competição é muito grande. Por isso os valores cobrados pelas Centrais de Monitoramento estão cada vez mais baixos. Em contrapartida os custos aumentam a cada ano, na medida que os salários são elevados em virtude da retomada dos empregos no país. 

É bem claro que nos EUA a maioria dos usuários de sistema PERS preferem o atendimento feito por uma Central de Monitoramento 24 horas / 7 dias por semana. Mesmo tendo que pagar por esse serviço, os americanos preferem ter uma pessoa respondendo aos chamados de emergência  do que os sistemas que fazem chamadas diretas ou enviam mensagens para os familiares e outras pessoas cadastradas. 

Paradoxo do Monitoramento no Brasil

No Brasil como tudo é muito novo não temos idéia de qual vai ser a preferência dos consumidores: pagar por um equipamento que liga ou envia mensagens para os familiares, ou pagar uma mensalidade para ter alguém 24 horas à disposição para resolver a situação de emergência.

Se no Brasil não temos ainda uma grande briga pelo mercado, forçando as empresas fornecedoras de  serviços de atendimento 24 horas a baixarem seus preços, temos um problema muito mais grave: o pequeno número de usuários fazem com que as empresas de monitoramento precisem ser subsidiadas até que consigam chegar a um número de usuários que permita pelo menos pagar funcionários 24 horas / 7 dias por semana.

Considerando que a AvantGuard monitora 700 mil clientes e não é uma das maiores Centrais de Monitoramento, vamos ter que esperar algum tempo até tornar este mercado realmente atrativo para as Centrais de Monitoramento especializadas e PERS.

Read More

Playful Persuasion

A primeira palestra do PERS Summit 2015 foi apresentada por Russ Johnson, com o título de “Playful Persuasion”. Ele falou de uma coisa que quase todas as novas empresas de tecnologia e startups já sabem: um ambiente descontraído, onde as pessoas podem brincar umas com as outras, se torna muito mais produtivo e criativo. Russ Jonhson é consultor e escreveu um livro abordando este assunto: PLAY The New Leadership Secret that Changes Everything. Numa tradução livre: Brincar O Novo Segredo das Lideranças que Muda Tudo.

Ross mostra a experiência de algumas organizações que são líderes de mercado, com o tipo de cultura do Playful Persuasion que está mudando a forma de trabalhar e conseguindo resultados surpreendentes. 

Ele apresenta um modelo bastante simples de quatro etapas que é a base para uma nova forma de  alcançar o desempenho:

1. Veja o lado divertido das coisas.

2. Promova brincadeiras.

3. Seja divertido.

4. Dissemine a brincadeira. 

Ross mostrou aos participantes os 7 benefícios de promover um ambiente de brincadeiras:

1. Aumento de produtividade.

2. Melhora  na comunicação.

3. Aumento na influência.

4. Melhora na inovação.

5. Aumento no moral da empresa.

6. Incentivo ao trabalho em grupo.

7. Aumento  da lucratividade.

Segundo Ross nós fomos treinados para acreditar que trabalho e brincadeira são coisas completamente antagônicas. Que em ambiente de trabalho não se brinca. Que somente pessoas sérias são competentes e podem alcançar o sucesso. Quando na realidade uma dose equilibrada de brincadeiras pode trazer muitos benefícios, como os listados acima.

Read More

PERS Summit 2015

No dia 30 de setembro nos Estados Unidos, ocorreu mais um encontro das revendas independentes de Personal Emergency Response System (PERS), reunindo empresas de todos o país.  O PERS Summit 2015 foi realizado em Park City, uma pequena cidade perto de Salt Lake City. A cidade é conhecida pelas estações de esqui e pelo festival de cinema.

O evento acontece de dois em dois anos e é organizado pela empresa de monitoramento AvantGuard. Esta foi a segunda vez que a Tecnosenior participa do encontro. Mesmo antes da conferência  de 2013, a Tecnosenior já havia visitado a AvantGuard Monitoring, em Salt Lake City, de onde trouxemos muitos ensinamentos sobre a montagem das Centrais de Monitoramento para nossos clientes no Brasil.

Além das palestras, o PERS Summit 2015 possibilitou a troca de informações com as revendas sobre este mercado, e também a oportunidade de conhecer os últimos lançamentos do fabricantes de PERS, que patrocinam o evento e apresentam seus produtos.

Foram realizadas diversas palestras apresentadas por profissionais com grande experiência neste mercado. A seguir apresentaremos um breve resumo de algumas delas, confira os links abaixo:

Playful Persuasion

O Futuro do Alerta Médico

O Paradoxo do Monitoramento

Detectores de Quedas

Read More

Idosos brasileiros consomem mais Internet

O mundo virtual chegou para abrir espaço na vida de todas as pessoas. Podemos perceber que a cada dia, novas tecnologias são desenvolvidas para suprir as nossas necessidades, gerando um aumento importante no desenvolvimento de novos nichos de internautas.

Read More

As gafes que empreendedores cometem na hora de vender

Muitos donos de pequenas empresas se esquecem da importância de ter uma equipe de vendas treinada e motivada. Em tempos de crise, um negócio precisa ainda mais de funcionários alinhados. “Um bom atendimento é o que faz toda diferença”, resume Angelina Stockler, sócia-fundadora da consultoria ba}STOCKLER.

Read More