como lidar com idosos

Não raramente ouvimos que “idosos são como crianças”, e há um fundo de verdade se considerarmos o fato de que com o avanço da idade, o organismo fica naturalmente mais frágil e com isso eles precisam de auxílio e cuidados. Porém, é preciso levar em conta que são pessoas com uma carga de experiência de vida, personalidade e autonomia já conquistada e que, muitas vezes, é difícil “abrir mão” disso tudo, por assim dizer. Ou seja, se tornar mais dependente de alguma forma.

Quando a vida faz os papéis se inverterem, e os filhos precisam cuidar dos pais, é possível que surjam alguns medos, incertezas e até mesmo conflitos por desacordo de opiniões ou dificuldades no trato com os idosos. Se você está vivendo uma situação como esta, conheça algumas sugestões de como lidar com idosos e conquistar uma relação mais agradável.

Dica 1 | Empatia

como lidar com idosos - ter empatia com idosos

Certamente esta é uma sugestão norteadora de muitas outras. Empatia é colocar-se no lugar da outra pessoa, identificar-se, compreender as ações e reações frente a uma situação como se ela estivesse acontecendo com você. Como conviver harmoniosamente com outras pessoas, se não conseguirmos nos identificar com a situação pela qual estão passando? A ausência de empatia torna a relação mais complicada e prejudica sua capacidade de como lidar com idosos.

E no cuidado com idosos, não é diferente. É interessante entender que pessoas com idade mais avançada tiveram outro tipo de criação, têm vivências e opiniões diferentes da sua e devem ser respeitadas.

Se o idoso estiver enfrentando alguma doença, você pode conversar com o médico e pesquisar sobre os sintomas e as reações às medicações. Essas atitudes auxiliam nos cuidados com os idosos e estimulam esse processo de identificação com o outro.

Dica 2 | Atividades em conjunto

atividades para lidar com idosos teimosos

A prática de atividades físicas é importante em todas as etapas da vida, especialmente na terceira idade. Se o idoso não tem condições de fazer exercícios, existem diversas outras atividades que, além de entretê-lo, podem auxiliar para estimular a memória, relaxar, deixá-lo mais descontraído, acalmar, entre outros benefícios. Jogo dos 7 erros, palavras cruzadas e dominó são algumas das opções.

Façam uma caminhada pelas ruas perto de casa, joguem cartas, assistam a um filme ou passem um tempo conversando e ouvindo suas histórias: o que fará a diferença aqui é a companhia, a troca de afeto.

Atividades em conjunto, com o cuidador, com familiares ou mesmo em um grupo de amigos, fazem o idoso sentir-se acolhido, querido, respeitado. Quanto maior a intimidade, a troca de afeto, mais saudável fica a relação e mais fácil é lidar com os idosos – até mesmo os teimosos, que muitas vezes usam a teimosia como forma de suprir alguma carência.

Dica 3 | Preservar a autonomia

preservar a autonomia dos idosos

Especialmente para as pessoas que foram ativas –  na vida pessoal ou profissional –, a necessidade de auxílio para algumas atividades, seja decorrente de alguma enfermidade, seja pelo processo natural de envelhecimento, pode ser uma situação de muito incômodo e estresse.

É interessanteressaltar que o auxílio deve ser para atividades que o familiar realmente apresenta dificuldades, diminuindo assim a sensação de dependência e facilitando a adaptação nesta nova fase da vida. Dessa forma, você sabe como lidar com idosos da melhor maneira possível nessas situações.

Ainda que as tonturas, falta de ar ao caminhar, chance de quedas e o uso de medicações sejam ocorrências comuns com o avanço da idade, é preciso readequar a disposição dos móveis nos cômodos da casa para minimizar os riscos – para facilitar essa tarefa, veja nosso post sobre deixar a casa segura para idosos. Mas lembre-se de que a casa precisa continuar com a identidade do idoso, que deve ter suas opiniões consideradas.

Seguindo essas dicas, você tem o conhecimento de como lidar com idosos de uma forma saudável para todos. No entanto, é preciso ressaltar que não há fórmula mágica para isso. Crianças, adultos ou idosos, cada indivíduo possui uma forma de lidar com outro ser humano, mas existem “ingredientes” essenciais para que a relação seja saudável: entre eles estão o respeito, a empatia e a educação.

Quer conferir mais textos sobre idosos? Então preencha seu email no formulário no topo do post para se inscrever na nossa newsletter!