Como lidar com idosos: dicas para uma convivência saudável

Como lidar com idosos

Os mais velhos nos proporcionam momentos incríveis, mas em algumas situações é difícil saber como lidar com idosos. Confira 5 dicas para melhorar a convivência!

Conviver com idosos é tudo de bom, porque eles sempre têm algo a oferecer: um bom papo, suas experiências, um conselho, uma comidinha gostosa… Mas apesar dos momentos agradáveis, saber como lidar com idosos não é tão fácil quanto parece.

Por terem vivido sua juventude em uma época mais conservadora, alguns idosos podem apresentar resistência às mudanças e até um pouco de teimosia. Isso tudo é somado à dificuldade de aceitação do processo de envelhecimento, que acaba limitando naturalmente sua autonomia.

Para ajudar você a tornar a convivência mais harmoniosa, nós reunimos algumas dicas de como lidar com idosos. Descubra em cinco passos como você pode contribuir para manter a qualidade de vida do idoso sem provocar desentendimentos.

#1 Tenha paciência

Esse é o mandamento número um e serve tanto para evitar as brigas com o idoso, quanto para manter a sua própria saúde mental.

Como já falamos, os idosos têm a sua maneira particular de enxergar a vida, possuem algumas manias e convicções com as quais não concordamos, ou possuem atitudes que desaprovamos. Mas, na maioria das vezes, vale a pena relevar.

Respire fundo quando ele contar a mesma história pela terceira vez ou quando ele insistir em sair de chinelos, em vez de sapatos, Ou seja, identifique as situações que geram desgaste desnecessário para você e o idoso, e tente ignorá-las. Pode ser difícil fazê-lo, por vezes, mas essa é uma dica de ouro para quem deseja saber como lidar com idosos da melhor forma.

#2 Considere a opinião do idoso

Especialmente nas situações pertinentes a ele, como saúde, entretenimento, ambiente e higiene. Se a capacidade física ou cognitiva do idoso impedir que ele tome decisões seguras, ao menos dê a ele o benefício da escolha: apresente duas ou três sugestões e permita que ele decida entre elas.

Caso você pretenda sugerir alguma mudança na rotina do idoso, procure apresentar suas intenções e escute o que ele tem a dizer. Evite impor suas decisões: proponha um debate saudável, de modo que cada um exponha seus argumentos de forma sincera e positiva, valorizando sempre o que é melhor para ele.

Considerar a opinião da pessoa na terceira idade é uma forma de respeitar sua individualidade e promover a sensação de confiança e empoderamento – aspectos que por vezes ficam em falta nesse período da vida.

#3 Incentive os momentos de descontração

A maioria dos idosos já está aposentada ou possui alguma limitação decorrente da idade, e o que reduz o gasto de energia. Especialmente para aqueles que sempre foram ativos e independentes, isso pode causar muitos prejuízos. Das duas, uma: ou o idoso fica procurando coisas para fazer (o que, sem auxílio, gera o risco de quedas e acidentes), ou ele entra em estado depressivo, se isola e fica suscetível aos problemas de saúde.

Portanto, sempre que possível, incentive-o a fazer as coisas de que mais gosta, curtir momentos prazerosos e divertidos, e de preferência com outras pessoas por perto. Promova a socialização por meio da prática de atividades físicas, um novo curso, jogos estimulantes (como xadrez ou baralho), entre outras práticas. Atividades cognitivas também são ótimas dicas de como lidar com idosos.

Além de contribuir para manter o cérebro ativo, essa dica ainda acelera o gasto energético, melhorando os níveis de saúde e a qualidade do sono.

#4 Controle a agressividade

A agressividade é sintoma recorrente de algumas doenças, como o Alzheimer e o Transtorno Bipolar, e pode causar momentos de muita tensão e estresse no relacionamento com o idoso.

Primeiro, é necessário identificar o que serviu de gatilho para o comportamento agressivo do idoso. Os motivos podem ser dos mais diversos, como cansaço, fome, calor, barulho ou situações em que ele tenha ficado confuso.

Depois de eliminar a origem da agressividade, você pode adotar algumas medidas para controlá-la:

  • Não grite com o idoso;

  • Não peça para ele se acalmar;

  • Não contra-argumente;

  • Evite tocá-lo;

  • Mantenha postura receptiva;

  • Use informações do passado para distraí-lo.

#5 Mantenha uma rotina de hábitos saudáveis

Cultivar hábitos saudáveis é importante para pessoas de todas as idades, mas para os idosos é primordial. A idade avançada é fator de risco para diversas doenças e os órgãos já não desempenham suas atividades com perfeição.

Peça a ajuda do idoso e desenvolvam, juntos, uma rotina de hábitos saudáveis. Entre eles, inclua uma alimentação equilibrada, a prática de atividades físicas e intelectuais, a higiene do idoso e a limpeza do ambiente, opções de lazer e o acompanhamento dos níveis de saúde – exames e consultas de rotina, administração de medicamentos etc.

Além das medidas preventivas, sugira a instalação de um sistema de monitoramento de idosos à distância – eles permitem que o idoso chame ajuda imediata em situações de quedas e acidentes pressionando apenas um botão.

O que você achou deste artigo? Deseja receber informações e materiais exclusivos sobre cuidados e outras formas de lidar com idosos? Cadastre seu e-mail no box “Quer ainda mais conteúdo” no início do texto!

Guilherme Not

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *