Médico para idosos

Em maior ou menor intensidade, a idade avançada traz consigo algumas limitações, que prejudicam a qualidade de vida do idoso. O organismo passa a demandar necessidades específicas e algumas medidas tomadas há algumas décadas já não surtem tanto efeito. O que a maioria das pessoas não sabe, no entanto, é que muitas dessas novas limitações podem ser previstas e, consequentemente, minimizadas. É aí que ter um acompanhamento de um médico para idosos faz toda a diferença!

Mesmo que o idoso seja saudável, ativo e independente, é importante saber que sua fisiologia já não é a mesma e, portanto, sua saúde precisa receber cuidados especiais. Quer saber se está na hora de procurar um médico de idosos para seu familiar? Então conheça tudo sobre o geriatra e descubra três motivos para procurar esse especialista!

Faça o quiz e descubra a que riscos o seu familiar idoso está exposto!

Médico de saúde ou de doença?

Você é daqueles que só costuma procurar um médico quando está doente? Se a sua resposta foi “sim”, você pode estar cuidando mais da sua doença do que da sua saúde.

Estima-se que 80% dos problemas de saúde poderiam ser evitados com hábitos simples de vida saudável, como alimentar-se de forma equilibrada, praticar exercícios físicos, não fumar, realizar acompanhamento médico preventivo, entre outros.

Quando a idade avança, é natural que as funções do organismo declinem, mas o estilo de vida é determinante para a progressão e para as consequências desse declínio. Para controlar tais fatores, não há ninguém melhor do que o geriatra.

Por que ter um geriatra é tão importante?

Alguns idosos e familiares relatam não sentir necessidade de procurar um geriatra, visto que realizam acompanhamento com profissionais especialistas em Clínica Geral, Cardiologia, Nefrologia e Neurologia, por exemplo.

A questão é que, como já falamos, as necessidades dos idosos são específicas, e algumas particularidades relacionadas ao envelhecimento saem do escopo desses profissionais especialistas.

É justamente por isso que alguns estudiosos consideram o geriatra como um médico generalista e especialista ao mesmo tempo, pois, ainda que possua conhecimentos relevantes a todas as áreas de atuação, opta por direcionar sua expertise para o atendimento às questões do envelhecimento.

O que o médico para idosos trata?

Embora seja comumente resumido ao termo “médico de idoso”, o geriatra é muito mais do que isso. Diferente de um médico especialista em determinado órgão ou doença, o geriatra é um especialista em saúde do idoso. Sua atuação abrange todo o processo do envelhecimento, aliando cuidados preventivos, paliativos e tratamento.

Dificilmente uma pessoa idosa terá uma consulta geriátrica direcionada a um problema de saúde em especial, mesmo que o tenha procurado com esta finalidade. Em vez de fazer a simples avaliação clínica da dor e prescrever o medicamento para tratá-la, por exemplo, ele buscará a causa desta dor e identificará de que formas isso compromete a qualidade de vida do idoso. Ou seja, ele trata o sintoma, a causa e a consequência.

Por atuar de forma tão diferenciada, o geriatra é, com frequência, considerado o médico da família, já que acompanha os hábitos de todos os membros do convívio do idoso e preza para que o ambiente familiar favoreça o envelhecimento saudável dele.

3 motivos para procurar um geriatra

Aqui estão sintetizados os três principais motivos para procurar um médico para idosos:

#1 Prevenção

Por conhecer profundamente os problemas que acometem os idosos, uma das principais atividades do geriatra é a prevenção de doenças que surgem com o envelhecimento – inclusive as pessoas mais jovens podem consultá-lo com essa finalidade.

#2 Acompanhamento

O processo de envelhecimento vem acompanhado de muitas mudanças, que podem causar certa confusão e medo nos idosos. Quando isso ocorre, o geriatra tranquiliza e oferece recursos para que esse momento seja menos impactante.

#3 Tratamento

Em conjunto com o médico especialista, o geriatra auxilia no tratamento de diversas doenças, como cardiopatias, diabetes e câncer.

Você conhece alguém que precisa de um médico para idosos? Então que tal compartilhar esse artigo com amigos e familiares em suas redes sociais? Além disso, veja este post com 7 dicas para aumentar a qualidade de vida na terceira idade!

Para receber ainda mais conteúdos exclusivos sobre envelhecimento e cuidados ao idoso, cadastre seu e-mail em nossa newsletter no início do post!