Posts Taged assistentes-virtuais-para-idosos

Os Exploradores da Longevidade foram convocados para avaliar o Amazon Echo - um dispositivo de assistência virtual que promete revolucionar o poder de autonomia e controle das tarefas diárias dos idosos apenas com o uso da voz. Descubra o que eles acham dessa inovação!

A Tech-enhanced Life, comunidade norte-americana focada em melhorar a qualidade de vida dos idosos e seus familiares por meio da tecnologia, convocou seu time de Exploradores da Longevidade para testar e avaliar o Amazon Echo – um dos assistentes virtuais que promete revolucionar o poder de autonomia e controle das tarefas diárias apenas com o uso da voz.

Entenda como o Amazon Echo e Alexa funcionam e descubra o que os Exploradores da Longevidade acham dessa inovação!

Durante um dos círculos de interação realizado pela Tech-enhanced Life, o grupo de idosos denominado Exploradores da Longevidade recebeu a missão de testar o equipamento Amazon Echo, lançado como uma assistente virtual residencial. O objetivo era avaliar a viabilidade e a relevância para o público sênior, no intuito de indicar – ou não – um produto que realmente facilite a vida do idoso e estimule sua interação nas atividades da vida diária.

Como o Amazon Echo e Alexa funcionam?

O Amazon Echo é um equipamento eletrônico, na forma de um cilindro de 23 cm, cuja plataforma de inteligência artificial é operada por comando de voz e atende por Alexa. Ela reconhece e executa mais de 30 mil comandos, e sua função é auxiliar em demandas do dia a dia, desde configurar o despertador até apagar as luzes da casa, quando vinculado à automação residencial, por exemplo.

O dispositivo conta com sete alto-falantes e alguns microfones permanentes , que projetam o som em 360º, permitindo envio e recebimento de comandos mesmo à distância ou com ruídos no ambiente.

À primeira vista, Alexa lembra outros assistentes virtuais (como a Siri, famosa assistente virtual da Apple), mas propõe maior precisão nas informações e integração com aplicativos.

Conheça algumas funcionalidades do Amazon Echo

#1 Ouvir músicas e audiobooks

Ao vincular algum serviço de streaming, é possível dizer apenas “Toque tal música” ou “Toque tal estação de rádio” para que o Amazon Echo execute a ação. Spotify e iTunes são alguns dos serviços compatíveis.

#2 Ajustar luzes e temperatura

O Amazon Echo permite integração aos sistemas de automação residencial, em que o idoso pode desligar luzes e ajustar termostato sem necessidade de levantar da cama, por exemplo.

#3 “Como está o clima hoje?”

Quando quiser saber qual será o clima na sua região ou na cidade de algum familiar, basta perguntar à Alexa.

#4 Notícias

O idoso pode começar o dia bem informado com a ajuda do Amazon Echo: sempre que acionado, ele estará pronto para dar as notícias mais recentes, como um jornal em tempo real.

#5 Pedir comida ou Uber

Outro recurso bem interessante que o Amazon Echo promete é o uso do comando de voz para pedir delivery de comida ou transporte particular, como Uber.

Assista aqui ao vídeo do Amazon Echo (em inglês).

Opinião dos Exploradores da Longevidade sobre os Assistentes Virtuais

Após observações e testes, os membros dos Exploradores da Longevidade expressaram opiniões diferentes quanto à utilidade do Amazon Echo: enquanto alguns ficaram muito interessados no gadget, outros simplesmente ficaram indiferentes.

  • Algumas pessoas ficaram realmente impressionadas e se sentiram motivadas a comprar o produto;

  • Algumas pessoas afirmaram já ter acesso às funcionalidades do Amazon Echo a partir de seus smartphones, tablets e notebooks e, por esse motivo, descartariam a aquisição de outro equipamento;

  • Algumas pessoas demonstraram preocupação com sua privacidade, já que o equipamento mantém a captação do áudio do ambiente combinado à conexão com a internet em tempo integral;

  • Alguns acreditam que este tipo de tecnologia estimula o sedentarismo;

  • Alguns consideram que um assistente virtual facilita muito a vida de idosos, especialmente aos que moram sozinhos ou possuem alguma limitação.

Público habituado à tecnologia

É importante considerar que o público idoso norte-americano é muito diferente do brasileiro, principalmente em relação à tecnologia – eles têm o hábito de consumir tecnologia, utilizam smartphones e conhecem opções de automação residencial há muito tempo.

Essa cultura, no entanto, pode causar efeitos opostos: assim como estão mais propensos a entender e aceitar esse tipo de produto, também podem não expressar expectativa pois já estão adaptados a dispositivos com funções similares.

Ao final do círculo de discussão, os Exploradores da Longevidade concluíram que, embora o Alexa não faça mais do que seja possível utilizando outros produtos, é um equipamento muito interessante que as pessoas precisam ter para conseguir apreciar.

Isso é o que ocorre com as demais tecnologias, quando os consumidores não têm noção da relevância daquele produto para suas vidas até que experimentem. Enquanto isso, assim como a Tech-enhanced Life, continuamos com a missão de encontrar alternativas para melhorar a qualidade de vida dos idosos e garantir tranquilidade para seus familiares.

E você: gostaria de usar algum assistente virtual para você ou para seus pais?

Você sabia que já existem no Brasil sistema que funciona como uma assistente pessoal? Deixe seu comentário dizendo o que você pensa sobre as tecnologias assistivas e como você acredita que elas podem facilitar a vida dos idosos!

Continue Reading