Posts Taged exercicios-para-idosos

Pilates para idosos

Conheça os principais benefícios do pilates para idosos

Podemos observar que atualmente a terceira idade está buscando cada vez mais independência, autonomia e saúde. Mas através de quais métodos eles buscam o envelhecimento saudável?

O pilates é um exercício que tem ganhado bastante visibilidade quando o assunto são idosos. A prática é benéfica, pois ajuda a prevenir doenças, reduz dores, previne lesões, corrige a postura, fortalece o corpo, aumenta o equilíbrio e proporciona o bem estar. Além disso, os pilates engloba uma série de exercícios que são feitos de maneira calma e eficaz. Sendo assim, diminuem as chances de movimentos que prejudiquem ou causem dano a saúde do idoso.

Vários métodos são importantes para se alcançar a terceira idade com saúde, dentre eles, a prática de atividades físicas ganha uma imensa importância. Além de prevenir e desacelerar as perdas de funções cognitivas, comuns nessa época da vida, melhora a resistência física e facilita a confiança para uma vida mais independente!

O pilates é uma atividade que é altamente recomendada para idosos porque, além de promover a prática de exercícios físicos, é uma atividade que é sempre acompanhada por um profissional fisioterapeuta.

Veja quais são os principais benefícios dessa atividade!

Pilates para idosos reduz as chances de quedas

As quedas na terceira idade são um problema grave na vida do idoso. Para evitar esse problema já existem algumas tecnologias que atuam na detecção de quedas de forma automática. Isso evita complicações pós quedas já que dessa forma o idoso consegue ser socorrido mesmo que esteja inconsciente.

Especialistas apontam que 37% dos idosos caem pelo menos uma vez ao ano.

Além disso, após sofrer uma queda o idoso pode não só se ferir fisicamente, mas a insegurança e o medo podem desencadear uma série de problemas. A Síndrome Pós Queda é um exemplo disso. Essa síndrome é um mal para o idoso, pois após traumatizar-se com a queda, fica refém de si mesmo e tende a ficar recluso ou evitar certas atividades.

As técnicas disponibilizadas pelo pilates minimizam os efeitos do envelhecimento, pois, ajudam a manter a saúde e as funcionalidades do corpo. O pilates é conhecido como arte do controle e do equilíbrio da mente em comunhão com o corpo. Portanto, visa o controle consciente dos movimentos, aperfeiçoando o físico.

O pilates tem como base seis princípios, que são:

  • Respiração – A respiração correta utiliza dos músculos do abdômen, coordenando-os com os movimentos feitos em atividade;
  • Centralização – Esse é um termo criado por Pilates. A centralização tem como objetivo trabalhar o conjunto de músculos que ajuda a região central do corpo;
  • Concentração – É o pensamento do movimento consciente, que tem como objetivo, aumentar o sensorial do sistema nervoso. Fazendo com que envie mais estímulos aos músculos que vão ser trabalhados;
  • Controle – Utilizar a mente para controlar os movimentos, mantendo um padrão suave;
  • Precisão – Fazer exercícios de forma controlada e eficaz;
  • Fluidez – movimentos contínuos e ritmados.

Os exercícios realizados no pilates têm como um dos objetivos o fortalecimento dos aspectos fisiológicos da pessoa idosa. Pensando em evitar disfunções a repetição dos exercícios executados, melhora não só a massa muscular, mas também o equilíbrio o que contribui na redução de quedas na terceira idade.

Por isso, é importante que o profissional da área tenha como objetivo: manter a capacidade funcional entendendo a particularidade de cada idoso. Com isso, é possível manter plena as habilidades mentais e físicas, por fim conquistar maior autonomia e independência!

Melhora na articulação e reduz os sintomas da osteoporose

Após os 35 anos de idade os ossos começam a passar por um processo de perda de massa. É um processo fisiológico comum quando estamos caminhando para a terceira idade. A falta de nutrientes relacionados ao cálcio é um dos fatores que nos levam a osteoporose.

Mas como isso se relaciona com o pilates? Simples: o pilates é considerado um dos possíveis tratamentos para a osteoporose.

Por ser um método eficiente no desenvolvimento consciente de movimentos, o pilates é uma atividade que promove um desenvolvimento a longo prazo. Além disso, por ser feito sob supervisão de um fiseterapeuta. Pode-se dizer que o pilates tem baixo risco de provocar lesões ou sobrecarga nos ossos, devido à sua metodologia.

Idosos que possuem dores nas articulações tendem a melhorar com a atividade. Os movimentos de tração e tensão melhoram aspectos como a força e a flexibilidade. Isso tudo favorece uma remodelagem óssea.

Melhora a circulação sanguínea

Como já falamos antes, o pilates tem como um de seus principais métodos o uso correto da respiração ao executar um exercício. Por isso a prática dessa atividade é favorece a prevenção contra a má circulação sanguínea no corpo.

Para um fluxo venoso saudável é preciso que os músculos do abdômen sejam trabalhados em conjunto com uma respiração correta. A respiração feita de maneira incorreta acarreta em diversos danos à saúde. O mais comum é a dificuldade em manter o fluxo venoso, devido ao ar reprimido que aumenta a pressão intra-abdominal.

Os especialistas dão as seguintes dicas:

  • Usar roupas leves e que não apertem a cintura;
  • Durante as práticas de exercícios, utilize tênis leves e anatômicos;
  • Lembre-se que a respiração durante o exercício é muito importante;
  • O peso não é fator prejudicial, mas antes de começar a praticar exercícios, procure por um profissional capacitado.

Previne doenças como o AVC e o ataque cardíaco

O AVC, ou Ataque Vascular Cerebral, é um dos males que mais deixa sequelas em idosos e é o segundo fator que mais causa mortes no mundo. Resultante da falta de irrigação sanguínea ao cérebro, o AVC pode ser prevenido através do pilates.

Como falado anteriormente, exercícios de respiração contribuem de forma significativa para que se tenha um fluxo sanguíneo funcional e saudável. Além disso, o pilates também contribui na reabilitação de pacientes acometidos pelo AVC.

Além de fortalecer os músculos, a atividade devolve uma postura correta, recupera os movimentos musculares e trabalha também com a mente do praticante. Isso ajuda o paciente a ter bons resultados em sua recuperação e acelerá-la.

Proporciona bem-estar e ajuda na saúde mental

Muito se sabe sobre a parte física envolvida no pilates, mas pouco se fala nos benefícios mentais. Outra base fundamental da atividade é a concentração. O método usado no pilates exige concentração constante. Buscando pela aprimoração do movimento, é preciso manter o foco, para que corpo e mente estejam sincronizados.

Essa medida ajuda não só na concentração, mas também no desenvolvimento de várias outras funções mentais. Um exemplo disso pode ser a memória, desenvolvida pela repetição de movimentos complexos e que treinam em especial essa capacidade mental.

Assim, o pilates para idosos previne o estresse, ansiedade e ajuda na autoestima do idoso. A tensão muscular pode desencadear alguns males mentais. Os exercícios aplicados vão além do corporal. Em conjunto com os exercícios que trabalham os músculos e ajudam no combate da atrofia ou deterioração das articulações, a respiração executada de maneira correta tem como benefício o relaxamento, o que ajuda a manter a calma.

Gostou do nosso tema sobre o pilates? Essa é uma das inúmeras atividades que podem ser praticadas na terceira idade. Deseja receber informações e materiais exclusivos sobre atividades e cuidados com idosos? Cadastre seu e-mail no box “Quer ainda mais conteúdo” no início do texto!

 

Esta publicação é um guest post da empresa LIFELINK.

Continue Reading