Como prevenir acidentes de pessoas idosas?

Dificuldades de locomoção, perdas visuais e auditivas e diminuição do equilíbrio estão entre os sintomas mais evidentes do envelhecimento. Apesar de serem parte de um processo natural, a presença desses fatores já demanda extremo cuidado, pois costumam estar relacionados com as principais causas de acidentes de pessoas idosas. Porém, se por um lado é inevitável ter que lidar com essa realidade, por outro, é possível prevenir situações indesejadas.

Dicas para prevenir acidentes de pessoas idosas

Os acidentes com idosos são muito comuns e merecem todo cuidado e preocupação. O corpo mais fragilizado costuma sofrer ainda mais com lesões e machucados, além do tempo de recuperação ser maior. As sequelas psicológicas também demandam atenção. Listamos os 4 principais acidentes que ocorrem com idosos e como preveni-los:

#1 Queimaduras

O risco para queimaduras pode estar relacionado a dificuldades de visão, tremores causados por alguma disfunção neurológica ou simplesmente por desatenção e a falta de avaliação dos riscos. Geralmente ocorre na cozinha enquanto o idoso manuseia o fogão ou forno elétrico, mas também pode acontecer no banheiro, quando a água do chuveiro fica muito quente.  O risco de queimaduras mais graves é maior na terceira idade porque a pele se torna mais ressecada e sensível com o passar dos anos.  Para prevenir acidentes com queimaduras, é preciso ter muita atenção nos movimentos enquanto estiver realizando alguma atividade que envolva risco.   

#2 Intoxicação medicamentosa

Ocorre, principalmente, quando o idoso esquece que tomou um medicamento e repete a dose. Também pode ocorrer  intoxicação se o idoso se confundir e acabar ingerindo químicos tóxicos presentes em produtos do dia-a-dia. No caso de errar a dose do remédio, uma solução a ser considerada é o uso do Dispensador de medicamentos automático, um aparelho programável com a dose exata de cada medicamento a ser tomada em determinado horário.  Os produtos tóxicos devem ser mantidos em locais separados e, se possível, identificados para que o idoso não confunda com outro produto. 

#3 Asfixia

É comum que incidentes ocorram por conta de engasgos com comida ou remédios ou durante o sono, quando o indivíduo não consegue retornar a uma posição adequada, por exemplo. Se não houver alguém por perto no momento, ocorre a asfixia. Não existem formas de prever que algum desses fatos vá acontecer. Se o idoso vive sozinho ou passa muito tempo sozinho, é importante que ele tenha à mão mecanismos para conseguir pedir ajuda rapidamente. O Vidafone é um sistema de emergência pessoal que, através de um botão de emergência, permite que o usuário contate uma central de atendimento disponível 24 horas  por dia, 7 dias por semana. Um atendente especializado irá tomar as providências necessárias para auxiliá-lo, além de entrar imediatamente em contato com familiares e/ou números cadastrados.   

#4 Quedas

70% das mortes acidentais em idosos são ocasionadas por quedas.  Dificuldades motoras causadas pela degeneração dos sistemas do corpo, natural do envelhecimento, acabam dificultando o ato de caminhar e se manter em equilíbrio. Estudos comprovam que, quanto mais cedo uma pessoa idosa for socorrida da queda, melhores serão as chances de recuperação.

Queda em idosos: conheça os principais fatores de risco e saiba como evitá-los

  O Vidafone, sistema de emergência que citamos acima, também pode ser um aliado nessas situações.  Além da função de botão de emergência, é possível contar com um sensor de quedas que irá comunicar a central de atendimento mesmo se o usuário ficar inconsciente ou impossibilitado de acionar o botão. 

 

Compartilhar