Cuidados com Idosos no Outono

O outono chegou e, com ele, as mudanças na temperatura – sentidas principalmente nos estados do sul do país. O clima mais ameno e seco propicia o aumento na incidência de alergias e doenças respiratórias, especialmente entre os idosos, que já possuem a imunidade mais frágil. Doenças transmitidas pelo ar costumam se manifestar nesta estação, pois são desencadeadas ou agravadas pela exposição a microrganismos como vírus, bactérias ou alérgenos, que ficam dispersos no ar e penetrarem no organismo através das vias respiratórias.

Além das gripes e alergias comuns, passamos por um momento delicado de pandemia justamente provocada por uma família de vírus que causa infecções respiratórias, o coronavirus que provoca a doença conhecida como COVID-19. 

Os idosos, por terem o sistema imunológico menos resistente, característica natural do envelhecimento, ficam mais vulneráveis aos processos alérgicos e a proliferação de bactérias que, somadas a doenças pré-existentes, podem piorar o quadro de saúde. É esse o motivo, também, para serem o grupo mais atingido pela COVID-19.  Portanto, é preciso ter ainda mais cuidados com a saúde dos idosos. Condutas simples podem evitar complicações:

Dicas para proteger idosos de doença respiratórias no outono 

Hidratação

É a dica mais básica e a mais eficiente. Manter o corpo hidratado é “meio caminho” para mantê-lo saudável. Confira esse post com dica de hidratação para idosos (link para o texto sobre hidratação)

Alimentação equilibrada

Uma alimentação rica em vitaminas, proteínas e minerais tem o poder de  melhorar o sistema imunológico. Alimentos naturais como carnes,fruta e verduras são a melhor fonte desses nutrientes. Controlar o consumo de gorduras e carboidratos também é importante para manter o equilíbrio.

Vitamina D

Além da vitaminas encontradas nos alimentos, é muito importante que os idosos tomem banhos de  sol diários para estimular a produção de vitamina D pelo organismo. Essa vitamina é  responsável pelo fortalecimento dos ossos e articulações, além de outras funções vitais.

Pele hidratada

O clima seco do outono costuma ser agressivo para a pele, que fica mais ressecada. Usar cremes de qualidade e cuidar a temperatura do banho – que não deve ser muito quente – é imprescndível para manter a pele hidratada.

Vacina contra a gripe

Devido à pandemia de coronavirus, esse ano a campanha de vacinação contra a gripe foi antecipada e já está acontecendo. Para evitar a exposição dos idosos à aglomerações e reduzir o risco de contágio, muitos estados incluíram farmácias na rede de pontos de imunização. Lembrando que  a vacina da gripe protege contra o virus Inflenza e não garante proteção contra o coronavirus. Porém, ela reduz o risco de infecção e complicações respiratórias causada por outros virus de gripe. 

Fique em casa!

Como já mencionamos, os idosos estão mais vulneráveis aos efeitos do coronavirus e devem, portanto, se resguardar. Os governos têm imposto medidas para que os cidadãos, em especial os que possuem mais de 60 anos, permaneçam em suas residências e, assim, não se exponham ao risco. O  principal motivo é que os órgãos de saúde acreditam que não haverá condições de atender todos os pacientes no caso de um surto coletivo, a exemplo do que já vem acontecendo em outros países, como a Itália e a Espanha, por exemplo. Familiares e pessoa que convivem com esses idosos também devem ter cuidado redobrado e evitar, durante esse período, o contato com eles. 

Os idosos que ficam sozinhos, seja para se resguardar nesse momento de pandemia, seja por terem optado por esse estilo de vida, podem contar com aparelhos de monitoramento de idosos para auxiliá-los caso tenham alguma emergência. Saiba como funciona esse sistema conhecido como Vidafone clicando aqui.

 

 

 

 

 

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *