Habilidades necessárias para cuidar de idosos

Saiba quais características avaliar na hora de contratar um cuidador de idosos 

Os cuidados com uma pessoa idosa costumam ser responsabilidade de familiares como filhos ou netos. Quando eles não dispõem de tempo ou por algum outro motivo não podem participar da rotina, é comum a contratação de um cuidador de idosos. Porém, é preciso ter cuidado ao selecionar esse profissional, já que são necessárias certas habilidades para  garantir a segurança física e emocional do familiar idoso. 

Cuidar de uma pessoa idosa exige certas habilidades emocionais

Na maior parte dos casos, pessoas idosas, mesmo que perfeitamente saudáveis, exigem cuidados especiais. Com o passar dos anos, as funções do organismo tendem a “falhar”, e limitações como problemas de visão e audição, além de questões físicas que afetam o deslocamento, por exemplo,  podem representar perigos em potencial no dia a dia. Por esse motivo, o ideal é que idosos sejam constantemente acompanhados ou, ao menos, monitorados para evitar a ocorrência de incidentes. Mas como escolher a pessoa ideal para cuidar de um idoso?

O ideal é que o cuidador possua capacitação técnica e profissional para cuidar de pessoas idosas. Além disso, também é necessário avaliar a capacidade emocional de lidar com pessoas na terceira idade, o que pode eventualmente ser um trabalho que exige mais esforço físico e mental

Aspectos emocionais a serem avaliados ao selecionar um cuidador de idosos

É claro que é  fundamental que o cuidador de idosos  tenha aptidões físicas, como força e energia, afinal, dependendo das limitações, o trabalho será cansativo e exigirá que ele forneça constante suporte físico. Porém, aspectos emocionais também devem ser observados, pois nessa fase da vida o idoso precisa de muita atenção e suporte. Destacamos três características essenciais para um cuidador de idosos: 

Tolerância e paciência

Idosos muitas vezes costumam ser teimosos, indelicados, esquecidos, desastrados e até mesmo frustrados, o que pode levar quem cuida da pessoa a sentir-se irritada e impaciente. O profissional precisa ser capaz de manter uma conduta muito paciente para solucionar qualquer problema e conduzir os eventos que possam ocorrer da melhor forma possível. 

Otimismo

O otimismo é uma característica importante, que consiste em criar um ambiente tranquilo e acolhedor para a pessoa idosa, através de atitudes como manter um bom humor, não levar frustrações para o lado pessoal, agir com calma e cautela, etc. Assim, a qualidade de vida do idoso será elevada, pois serão evitados ao máximo momentos de isolação, tristeza e desapontamentos.

Capacidade de observação

É comum que idosos ocultem certas necessidades ou limitações, muitas vezes porque não querem admitir que precisam de ajuda. O cuidador deve observar seu comportamento e identificar suas necessidades. Além disso, é necessário que o cuidador esteja muito atento ao ambiente e consiga prever possíveis ambientes. 

Além de aspectos físicos e emocionais, capacidades intelectuais são necessárias em muitos momentos, como manejo de remédios, interpretação de recomendações médicas e a iniciativa em tomar decisões rápidas em situações de emergência.
A quantidade exigida de habilidades de um cuidador de idosos é bastante extensa, e mesmo encontrando um profissional com todas as características necessárias, os seres humanos são passíveis de falhas. Por isso, recomendamos o serviço de Teleassistência para garantir ainda mais segurança para o seu familiar.  Através dessa tecnologia, é possível que o próprio idoso consiga se comunicar de forma imediata com uma central especializada em caso de necessidade, através de um botão de emergência. Ou seja, é possível oferecer assistência em tempo integral, complementando o trabalho do cuidador e oferecendo mais tranquilidade para toda a família.

Compartilhar