Porque os idosos caem mais?

A queda de idosos é  uma das principais causas de mortalidade por fatores externos –  que não são relacionadas a fatores biológicos – no mundo. Comorbidades naturais que surgem com a idade avançada, como catarata, AVC, Parkinson, sedentarismo e o desgaste ósseo contribuem para a ocorrência de uma eventual queda. Uma queda sem traumas em uma pessoa jovem, por exemplo, pode gerar graves fraturas  e traumas em um idoso. 

 

Quais as consequências da queda nos idosos?

Cada caso é um caso, e essa resposta dependerá da gravidade da queda sofrida pelo idoso em questão. As ocorrências mais comuns são de fraturas ósseas, lesões de tecidos moles, contusões, entorses, feridas e abrasões, lesões musculares e neurológicas, surgimento de outras doenças, entre outros. Além disso, o medo de cair novamente pode ser um grande problema para a autoestima do idoso, que tenderá a ficar mais isolado e recluso. 

Como evitar a queda de idosos?

 

Sabemos que  as limitações impostas pela idade avançada são inevitáveis, mas algumas atitudes podem ajudar a minimizar o risco para a queda dos idosos. Realizar exames médicos periodicamente, controlar doenças, corrigir problemas de visão e praticar exercícios físicos são alguns exemplos do que pode ser feito para prevenir esse tipo de acidente. Além disso, corrigir fatores ambientais, como a presença de obstáculos e baixa luminosidade nos ambientes em que o idoso circula também contribui para evitar as quedas de idosos.

 

Clique aqui e confira dicas sobre como evitar acidentes com quedas de idosos 

 

É importante que a família tenha todos os cuidados preventivos, mas caso a queda venha a ocorrer é essencial que se preste socorro imediato à vítima. O atendimento na primeira hora seguinte ao acidente é essencial e definitivo, pois é o que definirá as consequências físicas e emocionais do trauma

 

Idosos que ficam sozinhos em casa ou andam sozinhos na rua correm o risco de não serem socorridos imediatamente. Uma solução possível para esse problema é o Sistemas de Monitoramento Pessoal conhecido como Vidafone. 

 

Vidafone: Segurança para o idoso, tranquilidade para a família

 

Vidafone é  um serviço de emergência pessoal que proporciona que o seu familiar idoso tenha uma rotina independente com a garantia de que será prontamente amparado em caso de emergência. Através de um Botão de emergência – dispositivo pequeno e discreto usado como pingente ou pulseira, é possível acionar uma central de atendimentos disponível em tempo integral. Um profissional irá se comunicar imediatamente com o idoso, a fim de identificar a gravidade da ocorrência e, dependendo da situação, agirá conforme for necessário.

 

O Vidafone está disponível em duas versões: Fixo, para usuários que passam mais tempo sozinhos em casa, e móvel, para os que costumam andar desacompanhados na rua. O primeiro é conectado à linha telefônica fixa através de um console. O segundo  funciona através da linha telefônica móvel, com tecnologia GSM. Ambos modelos possuem características próprias, mantendo a mesma função principal. Clique aqui para saber mais 

 

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *