Pulseira para idosos como convencer os pais a usarem

Pulseira para idosos: como convencer os pais a usarem?

Entre as formas de proporcionar segurança e bem-estar aos idosos, a teleassistência tem se destacado por ser uma opção comprovadamente eficiente, além de pouco invasiva e com excelente custo-benefício. Uma das opções disponíveis do serviço, a pulseira para idosos, tem conquistado muitos adeptos justamente por tratar-se de um acessório discreto, leve, cômodo e muito eficiente para quem busca segurança com apenas um toque.

A pulseira para idosos acompanha o kit do Vidafone Fixo. Ele consiste no serviço completo de cuidados com idosos. O Vidafone inclui:

– o botão de emergência que fica acoplado à pulseira (ou seja, junto ao corpo do idoso);

– um console com alto-falante que funciona ligado à linha telefônica fixa e serve para realizar uma chamada de emergência;

– o serviço de uma Central de Atendimento disponível 24 horas por dia, sete dias por semana, para receber essa chamada, conversar com o idoso, entender qual é a ocorrência e, assim, avisar os contatos de emergência do idoso.

Como funciona a pulseira para idosos?

Conforme mencionamos acima, o funcionamento é muito simples. Caso ocorra alguma emergência, como uma queda, mal-estar, tontura, ou qualquer imprevisto com o seu familiar, basta que ele simplesmente aperte o botão da pulseira para idosos. Em seguida, será feita a chamada para a Central de Atendimento, que conta com profissionais treinados para o atendimento e que realizarão todas as etapas do plano de ação contratado.

Como convencer meus pais a usarem a pulseira de emergência?

Cada vez mais os idosos tendem a querer mais independência e autonomia. Muitos preferem ficar em casa ao invés de mudar-se para a casa de filhos e familiares, por exemplo. Em contrapartida, os filhos temem pela segurança e pelo bem-estar deles, já que a velhice é uma fase da vida que costuma pregar peças com uma certa frequência, ainda mais quando o idoso passa muito tempo sozinho.

A pulseira para idosos permite que eles tenham autonomia e independência, com a liberdade de uma rotina normal e a segurança de conseguir chamar por socorro se necessário. Portanto, esse é um ponto que pode convencer os idosos: ressaltar que a pulseira existe justamente para que eles possam ter uma vida mais livre.

Outro ponto que costuma ser uma objeção frequente por parte de pessoas na terceira idade é a sensação de que estão sendo observados e controlados; e pior ainda se for por uma pessoa estranha – como um cuidador, por exemplo. O serviço do Vidafone acaba com esse problema, pois permite que o idoso possa chamar ajuda de forma automática, sem ter que recorrer a uma pessoa que passe o dia todo ao seu lado.

Por fim, mais um dos argumentos que costumam aparecer no momento de convencer os familiares a utilizarem a teleassistência é o fato de que eles “não querem incomodar ninguém”. A sensação de ser uma preocupação ou mesmo um fardo para os filhos e netos é comum na terceira idade. Com a pulseira de emergências, isso não ocorre porque os filhos não precisam manter uma vigilia constante do idoso (como fazer ligações durante o dia, por exemplo) e, no caso de emergências, quem fará o primeiro atendimento é a Central 24 Horas.

Melhor custo-benefício

Além de tudo isso, o custo conta muito na hora de escolher a forma de cuidado – principalmente quando o próprio idoso arca com esses custos. Nesse aspecto, o serviço de teleassistência também se destaca positivamente em comparação com outras opções. Comparando-se com a contratação de profissionais cuidadores e com Instituições de Longa Permancência (ILPIs), a pulseira para idosos é a opção com o melhor custo-benfício.

Para mais informações sobre a pulseira para idosos e outros serviços da Tecnosenior, entre em contato conosco da forma que preferir: através do e-mail contato@tecnosenior.com.br, pelos telefones 51 3018-6950 e 51 99998-0245, pela nossa página de contato ou, ainda, pelo WhatsApp 51 99998-0257.

Compartilhar