Dicas

Dia dos Namorados para casados!

A data é uma ótima oportunidade para celebrar o amor, especialmente depois do casamento. Confira 4 ideias criativas de Dia dos Namorados para casados!

Após muitos anos de casamento, é natural que as demonstrações de carinho fiquem menos frequentes – ainda que haja muito amor, o romantismo da época do namoro acaba dando espaço à rotina, à convivência e aos problemas do dia a dia. Mas isso não é motivo para deixá-lo totalmente de lado! Para que um relacionamento perdure, é muito importante que o casal mantenha a cumplicidade e o afeto ao longo dos anos, e as datas românticas são uma ótima oportunidade para reafirmar o seu amor.

Embora seja frequentemente associado aos jovens casais, o Dia dos Namorados é a data perfeita para celebrar o amor em qualquer estágio do relacionamento – inclusive depois do casamento. Por isso, que tal preparar uma comemoração romântica para aproveitar o dia a dois? Confira quatro ideias criativas para celebrar o Dia dos Namorados para casados!

#1 Dia fora da rotina

Por conhecer a rotina e os hábitos do seu amor, você tem muitas oportunidades de surpreendê-lo ao longo do dia.

Se vocês trabalham juntos ou são aposentados e passam o tempo todo por perto, proponha que neste dia vocês fiquem separados e só se encontrem à noite. Aposto que vocês sentirão falta até das briguinhas bobas e, quando se encontrarem, estarão morrendo de saudades.

E o contrário também pode ser muito legal: se vocês trabalham fora ou passam muito tempo distantes, experimente aparecer de surpresa no meio do dia para almoçarem juntos, ou combinem de passar o dia todo abraçadinhos, ao menos desta vez.

Para um bom Dia dos Namorados para casados, o importante é realizar algo que vocês não costumam fazer, para que lembrem-se desta data como um acontecimento muito especial.

#2 Presente de verdade

Sabe aqueles presentes fofinhos e românticos, mas que não servem para nada? Fuja deles! Depois de casados, você conhece as preferências do seu par e pode dar algo realmente interessante para ele.

É claro que você não vai dar meias simplesmente porque é algo útil e seu cônjuge pode estar precisando. Nem pense em perguntar o que ele gostaria de ganhar e evite os cartões-presente: o Dia dos Namorados para casados pede algo surpreendente, que demonstre que você se importa o suficiente para saber o que o agrada.

Se você não pode investir muito dinheiro no presente, priorize as coisas simples e personalizadas. Um arranjo de flores colhidas por você, bombons ou cookies feitos em casa ou um artesanato, por exemplo. Ah, e não esqueça do cartão! Escreva o que você sente pela pessoa e como você se sente por tê-la em sua vida. Um mimo sincero e cheio de significados pode ser mais especial do que um presente supercaro.

#3 Jantar a dois

O clássico jantar de Dia dos Namorados deve ser planejado com antecedência, porque os melhores restaurantes lotam e vocês podem ficar sem opções se deixarem para a última hora.

Há, também, quem prefira prepará-lo em casa, o que pode ser ótimo se houver a preocupação em torná-lo especial, já que, depois de casados, vocês passam muito tempo em casa.

Aposte em refeições que ambos apreciem, mas que não sejam muito complicadas ou demoradas, para que vocês não precisem passar a noite toda na cozinha – frutos do mar, strogonoff, fondue e massas conquistam o coração e o estômago de qualquer um. Nesse momento, o clichê também tem lugar: velas, luz baixa e vinho são muito bem-vindos.

#4 Noite de amor

Por último, mas não menos importante, é a programação da noite de amor do casal. Nada melhor do que sair da rotina para encerrar as comemorações de Dia dos Namorados, especialmente depois de casados.

Assim como os restaurantes, os hotéis e motéis costumam lotar nesta data, portanto vocês devem planejar com antecedência como e onde passarão a noite. Se preferirem ficar em casa, caprichem na criatividade: músicas, filmes, aromas e roupas sensuais podem ser bons estimulantes para esse momento de intimidade.

Viu como o Dia dos Namorados para casados pode ser muito romântico e divertido? Apenas coloque todo seu amor e imaginação, e comemore muito com quem você ama!

Outros artigos que você pode gostar:

Continue Reading
coisas de mãe

O filme "Minha Mãe É uma Peça" trouxe à tona as típicas coisas de mãe, como a frase "Leva um casaquinho!". Confira 5 situações que só quem é mãe conhece!

Quando surgiu o sucesso da comédia “Minha Mãe É Uma Peça”, foi como se todas as mães tivessem recebido um aval a respeito de suas condutas com os filhos. Antes considerados chatos, pegajosos e superprotetores, agora os clássicos puxões de orelha maternos (típicas coisas de mãe) ganharam um tom moderno, divertido e cheio de amor. E as mamães estão felizes da vida!

Mãe é tudo igual, só muda o endereço? Falamos e ouvimos essa frase tantas vezes, mas será mesmo que elas são todas iguais ou os filhos de uma forma geral adotam comportamentos semelhantes?

Confira algumas situações que as mães enfrentam no seu dia a dia e veja se você identifica a sua – ou você mesma!

#1 Não existe louça o suficiente em casa

Parece incrível, mas os filhos ainda não descobriram que não existe a “fada da louça”! Enquanto tem louça limpa, vão usando, sujando e largando na pia como se, por mágica, ela aparecesse limpa no armário depois. Não custa ajudar: sujou, limpou! Como bem diz a personagem Dona Hermínia: “Essa criança, se botar 42 copos na mesa, ela toma nos 42. Não lava um copo!”.

#2 “Isso não é um quarto, é um chiqueiro!”

Frase clássica das mães ao se depararem com o quarto bagunçado dos filhos – no caso dos adolescentes, a situação é ainda pior. A meninada até se encontra em meio à desordem de um quarto com roupas no chão, tênis, sapatos, meias, livros e sabe-se lá o que mais for. Mas mãe gosta de organização, tudo limpinho, cada coisinha no seu devido lugar.

#3 “Se eu for até aí e achar…”

 E quando os filhos “perdem” algo dentro de casa!? Não importa a idade, os filhos parecem sofrer de cegueira temporária quando a mãe está por perto (ou elas realmente têm superpoderes)! Mães sempre encontram o objeto “perdido”, parece que eles se materializam bem na frente delas.

#4 “Com quem vai e a que horas volta?”

É importante para elas saber quem são as pessoas com quem seus filhos se relacionam, o que fazem, quem são suas famílias…
A segurança é fator muito importante para as mães, então quando for sair e ouvir “Vai sair com quem? Quem é fulano? De onde vocês se conhecem? Onde vão? A que horas voltam?”, elas só estão colhendo informações para sentirem que seus filhos estarão protegidos.

#5 “Leva um casaquinho!”

Entre as coisas de mãe, claro, não poderia faltar o clássico de mãe, não é mesmo? Entenda: toda mãe quer seu filho protegido e bem longe da possibilidade de ficar doente. E não importa a idade do filhote: para as mães, serão sempre seus bebês! O mais engraçado é que depois de crescidos, os filhos continuam “esquecendo” o casaco. Mas não tem problema: as mães continuam lembrando!

Embora os filhos possam parecer um pouco irritados com tanto cuidado, tenha certeza que eles amam esses mimos e sabem que são mesmo coisas de mãe. E quando forem adultos e tiverem suas próprias famílias, eles se lembrarão de todo esse amor e dedicação, e sentirão apenas uma coisa: saudade!

E então, você se identificou com o texto? O que você faz hoje com seus filhos que sua mãe também fazia com você? Compartilhe este texto com seus amigos em suas redes sociais e aproveite para conferir este post com 5 filmes para assistir com a mãe!

Continue Reading
Otimizar o tempo

O que você acha de otimizar o tempo de uma forma que você possa aproveitar ao máximo o seu dia? Conheça 5 dicas incríveis para manter a sua produtividade!

Sabemos perfeitamente que existem 24 horas em cada dia, mas às vezes esse tempo parece insuficiente para produzirmos o que realmente desejamos. Como desperdiçamos nosso tempo? Fazendo coisas que não têm relação com nossas metas e objetivos de vida. Geralmente temos várias atividades que exigem de nós tempo e energia, como o nosso emprego, hobbies, família etc. Mas sem muito trabalho e esforço consciente, pode ser um grande desafio otimizar o tempo na nossa agenda. E muitas vezes, nem tudo é concluído, não importa o quanto tentemos.

Certamente, você gostaria de poder aproveitar ao máximo o tempo que você tem. Mas como podemos otimizar o tempo, se não soubermos as mudanças que precisam ser feitas?

Para ajudá-lo, apresentaremos cinco dicas para otimizar o tempo e fazer você aproveitar melhor o seu dia.

#1 Coma primeiro o sapo

Em seu livro “Trabalhe 4 horas por semana”, Tim Ferris escreveu: “Estar ocupado é mais frequentemente usado como um pretexto para evitar as poucas ações criticamente importantes, mas desconfortáveis.”

Ou seja, faremos tudo que precisar para evitar fazer as coisas que mais tememos/desgostamos. Mas, na maioria das vezes, são justamente as tarefas que menos gostamos que importam mais. Então, em vez de se preocupar com essa tarefa durante todo o dia, é melhor “comer o sapo” primeiro e “se livrar” das atividades mais desgastantes e complicadas logo.

Se você come o sapo primeiro – faz sua pior tarefa antes de qualquer outra coisa – então o restante de seus afazeres parecerá fácil em comparação com elas. Você será capaz de se concentrar melhor nelas porque você não estará pensando nessa tarefa temida.

#2 Utilize um gerenciador de tarefas ou calendário

Não existe melhor forma para utilizar esse método, você precisa utiliza-lo da maneira que mais se adapte à sua personalidade. Há pessoas que vão preferir uma agenda de papel, outras pessoas vão preferir um calendário eletrônico, por exemplo. Cada um de nós tem sua individualidade, então a ideia aqui não é interferir nela para dizer como você tem que listar suas tarefas, mas, sim, ressaltar que você deve adicionar todos os seus eventos/atividades de uma forma que tudo seja fácil de ser acessado a qualquer momento. Procure um método que mais funciona para você e se atenha a ele.

#3 Utilize a técnica dos 5 minutos

Talvez você já esteja farto de ouvir sobre essa regra, mas há uma razão pela qual ela é tão popular: ela funciona!

A técnica tem o objetivo de auxiliá-lo a fazer as coisas mais rápida e facilmente. Caso você não conheça, essa regra trata-se do seguinte: se houver alguma coisa para fazer que leve cinco minutos ou menos para ser concluído, então você deve completar essa tarefa de uma vez.

Como elas são rápidas, é mais fácil simplesmente você completar essas tarefas, do que gastar o seu tempo escrevendo-as em uma lista de tarefas, por exemplo. Ou seja: cumpra todas aquelas pequenas tarefas em pouco tempo – o que também ajuda a criar a sensação de que você está fazendo progresso no seu dia a dia.

#4 Seja realista sobre o que pode efetuar

Um dos fatores que por vezes geram o sentimento de que não temos tempo suficiente é devido ao fato de uma visão irreal que nos mostrou o quanto deveríamos ser capazes de fazer. Claro, seria incrível se pudéssemos fazer tudo. No entanto, às vezes algumas atividades levam mais tempo do que o esperado ou simplesmente nos cansamos ao concluir uma tarefa. Mas parte de fazer tudo é ser realista e fazer essa divisão sobre o que é razoável e o que é simplesmente impossível de fazer.

#5 Faça pausas

Ninguém é uma máquina de produtividade 24 horas por dia, sete dias por semana. É importante você fazer pausas durante o dia para dar descanso ao seu cérebro. Dessa forma você iconseguirá otimizar o tempo de maneira extraordinária, pois quando você voltar à tarefa, estará relaxado e pronto para fazer mais.

Quer ainda mais dicas para otimizar o tempo no seu cotidiano? Então baixe o nosso E-BOOK GRATUITO com 20 dicas infalíveis para aproveitar melhor o seu tempo!

Continue Reading
Como ter uma família feliz

A convivência pode ser bem difícil mas algumas atitudes ajudam a tornar o clima mais leve. Conheça nossas dicas de convivência sobre como ter uma família feliz!

Conviver em família é complicado. Demanda um exercício diário de tolerância e compreensão, especialmente quando os familiares têm hábitos e costumes diferentes dos seus. Podem ocorrer brigas, divergências de opinião, mas, a qualquer momento, o respeito sempre deve prevalecer. Essa, fundamentalmente, é a melhor resposta para quem quer saber como ter uma família feliz: respeito.

As pessoas idosas costumam ser mais conservadoras e resistentes, justamente pelo fato de terem vivido a maior parte de sua vida em outra época, e, por isso, podem ter dificuldade para adaptar-se às soluções que encontramos para determinadas situações.

Por isso, hoje queremos propor que você dê o primeiro passo rumo a uma convivência mais saudável e harmoniosa para com seus familiares. E, para ajudá-lo nessa missão, elaboramos quatro dicas sobre como ter uma família feliz. Confira!

  1. Empatia

Todas as pessoas são diferentes das outras, mesmo que tenham crescido no mesmo ambiente e sob as mesmas influências. No caso das pessoas mais velhas, essa diferença é ainda maior.

A empatia sugere que, em qualquer situação, você tenha a capacidade de colocar-se no lugar do outro – seja ao perceber alguma atitude com a qual você não concorda, quando tiverem de chegar a um consenso ou quando a situação exigir uma decisão difícil.

Tente imaginar o que a outra pessoa faria em determinada situação, tente entender os motivos que a levaram a tomar tal atitude, tente entendê-la de maneira geral.

Acredite: a empatia é capaz de evitar muitos conflitos.

  1. Diálogo

Você sabia que a maioria das discussões acontece por falta de diálogo?

Muitas vezes as pessoas guardam seus sentimentos e esperam que os outros as compreendam. É necessário expressar o que sente e também estar disposto a ouvir o outro.

Se necessário, convoque reuniões periódicas com os familiares e certifique-se de que todos tenham a oportunidade de se manifestar. A opinião de todos os membros da família deve ser considerada, principalmente se o momento pede uma solução para o bem geral ou se os filhos precisam tomar alguma decisão a respeito dos pais – levá-los para morar consigo, para uma instituição de longa permanência ou deixá-los em sua própria casa, por exemplo.

  1. Atividades em conjunto

Promova momentos e atividades que reforcem os laços familiares, no intuito de estimular a integração e a cumplicidade de todos.

Confira algumas ideias de atividades em grupo para fazer com a família:

  • Faça uma enquete e descubra um lugar para onde todos gostariam de viajar. Depois, alugue uma van ou um ônibus e façam um ótimo passeio;

  • Ofereça um jantar para comemorar um aniversário, uma promoção, uma formatura ou simplesmente para brindar à vida;

  • Organize uma festa surpresa e peça a colaboração de todos os convidados;

  • Convide a família para uma sessão de cinema em casa, com direito a pipoca – AQUI tem dicas de filmes para assistir em família;

  • Convoque todos para um jogo divertido, como Imagem & Ação, Caça ao Tesouro, jogos de tabuleiro, baralho etc.

  1. Cuidado ao idoso

Muitas vezes, os idosos são negligenciados no ambiente familiar e sentem-se solitários mesmo quando rodeados de pessoas. Para que a família continue unida e feliz, todos devem estar engajados em oferecer carinho e cuidado ao idoso.

Procure oferecer amparo nas situações em que o idoso sente dificuldade, mas, de maneira geral, não limite sua autonomia. Permita que ele continue ativo, estimule sua independência e esteja por perto para ajudá-lo quando houver necessidade.

Com essas dicas de convivência, você certamente terá momentos muito agradáveis com quem você ama e já sabe como ter uma família feliz!

Para receber mais conteúdos como este, inscreva-se em nossa newsletter! Vá até o início do texto e cadastre seu e-mail no formulário ao lado esquerdo!

Continue Reading
5 Filmes de comédia romântica para assistir com a mãe

Mãe é mesmo tudo de bom! Que tal convidá-la para uma sessão de cinema em casa? Confira 5 filmes de comédia romântica para assistir coladinho em sua mãe!

Mãe é mãe. Devemos guardar do lado esquerdo do peito, cuidar com carinho e abraçar com todo amor. Você consegue imaginar um momento mais agradável do que se aconchegar perto dela e voltar a receber aquele mesmo amor de quando era criança? Convidá-la para assistir alguns filmes de comédia romântica pode ser a desculpa perfeita vocês reviverem este momento e passarem um tempo juntos.

Mulheres idosas tendem a ser muito ativas em suas rotinas, mesmo depois que os filhos já cresceram e saíram de casa. Acostumadas com dia a dia intenso durante a vida, estão sempre cuidando da casa, pensando nos filhos e netos, Mas por outro lado, quando envelhecem, sofrem um pouco com a dificuldade em executar as tarefas corriqueiras. Por isso, propostas de atividades que a tirem de dentro de casa – por exemplo, ir ao cinema – tendem a ser proteladas com frequência.

Para conseguir oferecer à sua mãe um momento especial,  muitas vezes pensar em atividades caseiras é uma excelente saída. Jogos, rodadas gastronômicas, maratonas de filmes de comédia romântica… o importante é sair da rotina e ter espaço para muita troca de afeto e descontração. Para hoje, nossa dica especial é uma lista de comédias românticas para você curtir juntinho da sua mamãe. Confira nossas dicas!

Um senhor estagiário (2015)

A  empresa de Jules Ostin (interpretada por Anne Hathaway) lança um projeto solidário, contratando idosos como estagiários para colocá-los de volta à ativa. Então, ela começa a trabalhar com o viúvo Ben Whittaker (interpretado por Robert De Niro), de 70 anos, que leva uma vida monótona e vê o estágio como uma oportunidade de se reinventar. Embora tenha que lidar com o choque de gerações, o carisma de Ben conquista os colegas de trabalho e ele se aproxima cada vez mais de Jules, dando origem a uma forte amizade.

Confira o trailer abaixo:

Dança comigo (2004)

O galã Richard Gere interpreta o advogado John Clark, que leva uma vida monótona e rotineira. Casado com Beverly (interpretada por Susan Sarandon) e pai de família, John sente falta de emoção e intensidade em sua vida. Um dia vê Paulina (Jennifer Lopez), dando aula de dança em uma academia e fica encantado. Para se aproximar, John matricula-se em suas aulas. Embora Paulina rapidamente descarte-o, isto não o faz deixar de ir às aulas, pois agora sua nova paixão é a dança.

Veja o trailer abaixo:

Dirty Dancing: Ritmo Quente (1987)

O clássico dos anos 80 sempre é uma boa pedida!

Baby (Jennifer Grey) é uma moça de família rica que se apaixona por Johnny (Patrick Swayze), que é instrutor de dança no hotel em que ela está hospedada com os pais. Mesmo com a proibição do romance pelos pais, Baby e Johnny são o par perfeito, na dança e no amor. Não é à toa que esse é um dos filmes de comédia romântica mais conhecidos – e apreciados!

Veja o trailer desse clássico:

Elsa e Fred (2014)

Elsa (Shirley MacLaine) é uma mulher de idade que vive sozinha. Um dia, dirigindo, quebra os faróis do carro de Lydia (Marcia Gay Harden), a filha de seu novo vizinho, Fred (Christopher Plummer). O acidente ocasiona uma confusão entre os vizinhos, que brigam por quem deve pagar o conserto dos carros, mas também abre espaço para a aproximação de Fred e Elisa. Embora tenham temperamentos bastante diferentes – ela cheia de vida e ele rabugento -, o amor encontra lugar para fazer morada e eles vivem uma história cativante.

Confira o trailer:

Estamos todos bem (1990)

Matteo Scuro (Marcello Mastroianni) mora sozinho em uma casa na Sicília – Itália e aguarda ansiosamente a visita dos filhos no verão, porém, todos acabam desmarcando em cima da hora. Matteo resolve então fazer algo que jamais houvera feito antes: visitar cada um dos seus filhos. Para isso, vai para as cidades de Nápoles, Roma, Milão, Florença e Turim, onde cada uma delas vive um de seus filhos. Nessa aventura, Matteo vive e experimenta sensações inesquecíveis e inimagináveis. Este filme recebeu um remake em 2010, com as atuações de Robert De Niro, Drew Berrimore e Sam Rockwell.

Assista ao trailer abaixo:

 

Com tantas opções bacanas de filmes de comédia romântica, você pode organizar várias sessões de cinema em casa para curtir um filme com a sua mãe e ter um momento de carinho, humor e laços de afeto!

 Quer mais dicas e posts imperdíveis? Então preencha o formulário abaixo e se cadastre na nossa Newsletter semanal!


Continue Reading