Teleassistência

Dispensador de medicamentos automático

Você conhece alguém que sempre esquece de tomar os remédios? Conheça o Dispensador de Medicamentos automático, capaz de acabar com esse problema!

A polifarmácia é um fenômeno muito comum no Brasil, especialmente entre idosos: segundo estudos, estima-se que 6 entre 10 idosos consumam mais de cinco medicamentos diariamente. Com tantos comprimidos e horários para administrar, são recorrentes os episódios de esquecimento ou de ingestão do remédio na hora errada, o que pode causar inúmeros prejuízos à saúde – desde ineficiência do medicamento, até intoxicação. A boa notícia é que há uma tecnologia capaz de sanar esse problema: o Dispensador de Medicamentos Automático.

Ele consiste em um equipamento eletrônico que dispara um sinal sonoro na hora de tomar o remédio e dispensa somente o comprimido correto por vez, evitando qualquer confusão.

Incrível, não é? Continue lendo e saiba mais sobre o Dispensador de Medicamentos automático!

Como funciona o Dispensador de Medicamentos Automático?

O equipamento funciona como um porta medicamentos, com a vantagem de possuir um relógio programável, em que o idoso ou seu familiar configura os horários corretos para tomar os remédios, conforme prescrição médica.

No horário agendado, o equipamento dispara um alarme e acende uma luz vermelha, deixando disponíveis apenas os medicamentos daquele horário. Para retirá-los, o usuário deve virar o equipamento. Com o compartimento para baixo,  os remédios caem na mão.

Devido ao sensor de atividade presente no interior do equipamento, caso o usuário não faça o movimento de retirada no horário determinado, o dispensador de medicamentos automático continuará alertando pelos próximos 30 minutos e, em seguida, continuará a sua programação até o próximo horário.

Além disso, caso o equipamento esteja vinculado a um Sistema de Emergência Pessoal PERS 4200, e o usuário não retire os medicamentos, será enviado um alerta de emergência à Central de Monitoramento 24 horas e os contatos cadastrados serão acionados para verificar o motivo.

Reposição dos medicamentos

Há, no equipamento, 28 compartimentos para inclusão de remédios. Ou seja, são 28 horários a serem programados. Em cada compartimento, é possível adicionar até 20 medicamentos de tamanhos diferentes para serem tomados no mesmo horário, incluindo comprimidos, cápsulas e drágeas.

A frequência de reposição dos medicamentos dependerá da necessidade prescrita pelo médico, conforme a seguir:

  • Tomar remédios 1 vez ao dia: reposição a cada 28 dias

  • Tomar remédios 2 vezes ao dia: reposição a cada 14 dias

  • Tomar remédios 3 vezes ao dia: reposição a cada 9 dias

  • Tomar remédios 4 vezes ao dia: reposição a cada 7 dias

Vale lembrar que podem ser programados até quatro horários de alarme por dia, indicados pelo cartão móvel que mostra o dia da semana e o período do dia, divididos em manhã, tarde, noite e antes de dormir.

Para que o usuário não tenha acesso aos demais medicamentos, o equipamento pode ser trancado com uma chave especial, que acompanha o kit.

Por que utilizar o Dispensador de Medicamentos?

O Dispensador de Medicamentos automático tem sido a solução mais eficiente e completa para um dos problemas mais comuns da terceira idade: esquecer de tomar os remédios ou tomá-los no horário errado.

Segundo a Cronofarmacologia (ciência que estuda a influência do horário no consumo de medicamentos), quando um remédio é ingerido fora do horário indicado, seus efeitos podem ser enfraquecidos ou potencializados. Quando não faz o efeito desejado, o medicamento compromete o tratamento de saúde; quando potencializado, ele pode desencadear uma série de problemas, visto que o organismo do idoso absorve as substâncias de forma mais lenta. Por isso, condição pode proporcionar uma intoxicação medicamentosa por consumo inadequado.

Para quem o Dispensador Automático é indicado?

  • Idosos que moram ou passam muito tempo sozinhos;

  • Pessoas que tomam muitos remédios diariamente;

  • Pessoas portadoras da Doença de Alzheimer;

  • Pessoas com TDA (Transtorno do Déficit de Atenção);

  • Pessoas com TAB (Transtorno Afetivo Bipolar);

  • Pessoas que apresentem esquecimento frequente.

Se você deseja adquirir o Dispensador de Medicamentos automático, entre em contato conosco! Você pode ligar para (51) 3018-6950, enviar WhatsApp para (51) 99998-0245 ou, se preferir, deixe sua mensagem em nossa página e nós entraremos em contato com você!

Continue Reading
vantagens de ter um sensor de presença para casa

A preocupação com os idosos que moram sozinhos pode ser minimizada com a instalação de equipamentos de monitoramento. Conheça o Sensor de Presença para casa!

Normalmente, a correria do dia a dia não permite que os familiares estejam presentes diariamente na rotina do idoso que mora sozinho, o que gera muita preocupação. Além disso, a maioria das ferramentas disponíveis para saber o que se passa quando você não está presente acaba interferindo na privacidade e na autonomia do idoso – as câmeras de segurança e os equipamentos com modo escuta são alguns exemplos. Por outro lado, uma boa solução que não acarreta nessas problemas é o sensor de presença para casa.

Monitorar o ambiente doméstico do idoso é muito importante para garantir sua segurança e possibilitar o socorro em caso de emergência. E é justamente nesse sentido que uma alternativa eficiente e não-invasiva é o Sensor de Presença para casa. Ele pode ser instalado nos cômodos em que o idoso mais transita a fim de acompanhar sua atividade diária.

Saiba como funciona o Sensor de Presença e quais são as vantagens de tê-lo em casa!

Sensor de Presença para casa: como funciona?

Diferente dos modelos comuns, comercializados pelas empresas de segurança patrimonial, o Sensor de Presença para casa é considerado um detector de movimento passivo. Isso quer dizer que, em vez de enviar um alerta de emergência para a Central de Monitoramento quando capta algum movimento, o equipamento pode ser configurado para emitir alerta caso não identifique movimento habitual.

Por exemplo: durante o dia, o idoso tem o hábito de transitar entre a sala e a cozinha. Então, a cada hora, o Sensor de Presença faz a varredura do ambiente esperando identificar esse movimento rotineiro. Caso, algum dia, ele não detecte movimento nesses cômodos, enviará o alerta de emergência.

Tecnicamente conhecido como Transmissor DXS-54, o Sensor de Presença para casa integra um sistema completo de emergência pessoal e é considerado um acessório de teleassistência. Ou seja, ao não detectar o movimento esperado, envia o alerta de emergência para o equipamento principal, o PERS 4200, que fica conectado à linha telefônica fixa da residência e disca imediatamente para a Central de Monitoramento 24h.

Conheça 4 vantagens de ter um Sensor de Presença para casa

#1 Supervisionar a saúde do idoso

Quando um equipamento se baseia num hábito que o idoso executa em condições regulares de saúde, é possível considerar que, enquanto ele mantiver essas atividades inalteradas, não há risco iminente de saúde.

#2 Prestar socorro imediato em caso de emergência

Em contrapartida, se o equipamento detectar qualquer irregularidade nas atividades habituais do idoso, subentende-se que algo grave aconteceu e ele precisa de ajuda. Dessa forma, os contatos cadastrados serão informados imediatamente e poderão ir até a casa do idoso para certificar se está tudo bem.

#3 Tranquilidade e Segurança

Em muitos casos, o alerta de emergência não representa perigo: pode ser que o idoso tenha resolvido fazer algo diferente nesse dia, como sair para passear ou dormir um pouquinho mais. De qualquer forma, você ficará tranquilo sabendo que pode monitorá-lo à distância.

#4 Integração com outros sensores

Cada console principal (PERS 4200) pode receber sinal de até 16 transmissores simultaneamente. Além do Sensor de Presença, podem ser configurados outros acessórios de teleassistência para casa, como Detector de Fumaça e Sensor de Porta e Janela.

Se você deseja adquirir o Sensor de Presença para casa, entre em contato conosco! Você pode ligar para (51) 3018-6950, enviar WhatsApp para (51) 99998-0245 ou, se preferir, deixe sua mensagem em nossa página e nós entraremos em contato com você!

Continue Reading
Como funciona o monitoramento de idosos a distância

O monitoramento de idosos a distância já é uma realidade: idosos mantém sua autonomia e a família fica mais tranquila. Saiba como funciona a teleassistência!

Quem tem um idoso na família, sabe o quanto é difícil ficar de olho nele. Por mais saudável e ativo que ele seja, sempre gostamos de saber se está tudo bem, não é mesmo? Entretanto, nossos velhinhos querem privacidade, manter sua independência e realizar suas atividades com autonomia, mesmo quando sabemos que a idade avançada já os limita um pouquinho. Segundo o IBGE, a cada ano, mais idosos têm optado por viver sozinhos. E não há nada de mal nisso, desde que eles possuam capacidade física e mental para tanto, e os familiares possam acompanhá-los, nem que seja de longe. Os Sistemas de Emergência Pessoal são a solução mais acessível e segura para realizar o monitoramento de idosos a distância. Eles permitem, justamente, que os familiares possam garantir a segurança dos idosos enquanto estes mantêm sua autonomia.

Mas você deve estar se perguntando: com tantas opções de tecnologia, como smartphones e computadores, vale a pena ter um serviço de monitoramento a distância?

Nós garantimos que sim e vamos mostrar o porquê!

Como os Sistemas de Emergência funcionam?

O monitoramento de idosos a distância é realizado por meio dos Sistemas de Emergência Pessoal, também conhecidos como Sistemas de Teleassistência.

São diversos equipamentos, categorizados em “uso dentro de casa” e “uso fora de casa”. Cada tipo de equipamento tem sua particularidade e é mais indicado para um perfil de usuário, mas todos eles têm como objetivo promover a autonomia dos idosos e a tranquilidade dos familiares.

Uso dentro de casa

Nessa modalidade, o equipamento instalado na casa do usuário é o PERS 4200. Ele é um console que fica conectado à linha telefônica fixa e o usuário recebe um botão de emergência à prova d’água e de longo alcance, que pode ser utilizado como pulseira ou pingente.

Em caso de emergência, o usuário pressiona apenas um botão e é imediatamente atendido por um atendente especializado, que identifica a ocorrência e direciona o atendimento conforme plano de ação: acionar os familiares, o plano de saúde, a ambulância etc.

Essa é a grande vantagem da teleassistência sobre outras tecnologias habituais: com apenas um toque, o usuário é atendido e sua solicitação é encaminhada para a solução mais adequada.

Para entrar em contato diretamente com o idoso, é só ligar para o telefone fixo e ele poderá atendê-lo pressionando o botão de emergência. Isso garante que vocês conversem mesmo que o idoso esteja em outro cômodo da casa – pelo viva-voz e microfone do console.

E para ampliar ainda mais a rede de cuidados, podem ser adicionados acessórios ao PERS 4200. Os principais modelos são o Sensor de Quedas e o Dispensador de Medicamentos. Saiba mais sobre eles:

  • Sensor de Quedas: é um pingente com botão SOS que identifica, automaticamente, quando há uma queda e envia o comando de emergência. A diferença entre o Sensor de Quedas e o Botão de Emergência é que o primeiro possibilita que o idoso seja atendido mesmo se estiver inconsciente e não consiga pressionar o botão.

  • Dispensador Eletrônico de Medicamentos: é um equipamento que permite organizar os medicamentos do idoso e emite um alerta no horário configurado para cada um. São 28 nichos e comporta, em média, 10 comprimidos em cada.

Estes equipamentos são indicados para idosos que moram sozinhos ou passam boa parte do dia sozinhos em casa. Para pessoas que consomem medicamentos regularmente e que possuem histórico de queda, os acessórios completam as opções de cuidados.

Uso fora de casa

O Mini Rastreador Pessoal IGO é um Sistema de Emergência móvel, que funciona em qualquer lugar por meio da rede celular. Além do botão SOS para chamar emergência sempre que precisar, o sistema móvel permite que os familiares possam rastrear a localização do idoso em tempo real. Esse é um modelo resistente à água e conta, também, com sensor de queda embutido.

Quando há uma situação de emergência e o idoso pressiona o botão, todos os contatos cadastrados recebem um SMS com a localização do idoso. Imediatamente, o equipamento começa a discar para a central de monitoramento de idosos a distância 24h, que executa o plano de ação.

Este equipamento é perfeito para os idosos ativos, que saem desacompanhados e buscam ter a tranquilidade de que serão prontamente atendidos em caso de emergência.

Você já sabe qual o serviço de monitoramento à distância ideal para seu familiar idoso? Faça o download GRÁTIS do “Guia Prático – Qual a melhor opção de Cuidado para Idosos”!

Continue Reading
Monitoramento na nuvem e teleassistência

O monitoramento na nuvem oferece muitas vantagens e segurança para os revendedores e para os usuários dos sistemas de teleassistência. Clique aqui e saiba mais!

Uma das maiores preocupações dos novos empreendedores do mercado de teleassistência é ter algum problema na Central de Monitoramento que possa comprometer o atendimento ao usuário. De fato, é imprescindível dispor de uma plataforma estável que possibilite o atendimento assim que o botão de emergência for acionado. Para garantir a estabilidade necessária, o monitoramento na nuvem se apresenta como uma forma segura e eficiente para os Sistemas de Emergência Pessoal. No entanto, muitas pessoas ainda desconhecem seu funcionamento e as vantagens de utilizá-lo.

Entenda por que a tecnologia em nuvem foi adotada pelas maiores empresas do mundo e por que ela é tão importante para o monitoramento da teleassistência.

O que é a tecnologia em nuvem?

Todos os dados e informações que a sua empresa gera precisam ficar seguros, certo? Mas como garantir essa segurança se estiverem armazenados em sistemas locais.

A tecnologia em nuvem serve justamente para evitar esse risco: ela permite arquivar informações em plataformas online, sem comprometer o espaço de armazenamento dos seus dispositivos, garantindo a proteção das informações e possibilitando que você tenha acesso aos seus arquivos quando quiser, de qualquer lugar do mundo – tudo por meio da internet, com apenas um login e uma senha.

Um dos fatores a favor da tecnologia em nuvem é a redundância dos sistemas, que oferece alta disponibilidade. Ou seja, há sistemas secundários que ficam disponíveis imediatamente se houver alguma falha no sistema principal, garantindo estabilidade e fornecimento absoluto dos serviços.

Outra grande vantagem é a otimização dos recursos, uma vez que não é necessário investir na aquisição ou na manutenção de hardwares (equipamentos). Também é possível ir adicionando mais capacidade ao sistema na medida de suas necessidades, sem precisar substituir ou adicionar mais servidores.

É importante ressaltar, no entanto, que esses hardwares continuam sendo indispensáveis para o processo de tecnologia em nuvem. A diferença é que eles são parte de enormes data centers de alta complexidade e segurança, desenvolvidos e administrados por grandes empresas.

Plataformas e serviços de tecnologia em nuvem mais famosos

  • Amazon Web Services – AWS (Amazon);

  • IBM Cloud (IBM);

  • Microsoft Azure (Microsoft);

  • Google Cloud (Google).

Monitoramento na nuvem aplicado à teleassistência

Quando os Sistemas de Emergência Pessoal surgiram no Brasil, os revendedores tinham apenas duas opções de monitoramento:

  1. desenvolver uma central de monitoramento própria, assumindo um alto investimento com local físico, servidores, receptores de alarmes, no-breaks, geradores, links  de internet,  linhas de telefone, contratação de profissionais de TI para dar suporte a toda essa infraestrutura, além da equipe de atendimento ao usuário;

  2. terceirizar o atendimento com uma empresa de monitoramento de alarmes, que não tinham tecnologia  para atendimento de alarme e voz, simultaneamente. Além de não possuirem equipe treinada para atendimento de emergência pessoal.

Monitoramento na nuvem com o Contactto.care

Atendendo à demanda de revendedores que desejavam fazer o próprio monitoramento mas não dispunham de recursos para desenvolver um data center, a Tecnosenior criou o Contactto.care.

Ele é uma plataforma de monitoramento na nuvem integrada aos Sistemas de Emergência Pessoal, com hospedagem na Amazon Web Services. Para utilizá-lo, só é necessário ter um computador e uma conexão de internet.

Em uma interface simples e intuitiva, o Contactto oferece diversas funcionalidades:

  • Banco de dados, com todas as informações de perfil, contato e plano de ação para cada usuário;

  • Permite atender diretamente as chamadas de emergência, com comunicação de voz bidirecional (através de um número 0800, que já está incluído no serviço oferecido pela Tecnosenior);

  • Histórico e gravação das chamadas, com dados do atendente, data, hora e duração do atendimento;

  • Configuração imediata, sem depender de uma central externa para inserção de novos usuários;

  • Geração de relatórios e gráficos para acompanhamento de performance.

Para saber mais sobre a plataforma de monitoramento na nuvem Contactto, acesse www.contactto.com.br.

E se você deseja agendar uma demonstração ao vivo do software, ligue para (51) 3018-6950 ou deixe sua mensagem em nossa página de contato!

Continue Reading