Dia das Mães: como cuidar daqueles que amamos

Não é à toa que o Dia das Mães é uma das datas mais aguardadas e comemoradas mundo afora: é o dia de homenagear aquela que, quase sempre, é a nossa maior fonte de amor e quem nos ensinou os valores mais importantes da vida. Depois de adultos e independentes, muitas vezes com os próprios filhos e morando longe dos pais, dá-se ainda mais valor ao papel tão importante que elas tiveram em nossa criação e crescimento. Retribuir tanto cuidado é uma obrigação constante, mas no segundo domingo de maio dá ainda mais vontade de estar perto e enchê-las de amor e carinho. 

Sabemos que, para muitas famílias, será um dia das mães diferente. Quem tem mãe idosa e em isolamento social terá de adiar o abraço para um momento mais oportuno e seguro – mas o carinho, jamais. Não só nesse domingo, no momento pelo qual estamos passando é ainda mais importante mostrar que é sim possível estar presente, ainda  que não fisicamente.

Tecnologia para aproximar quem está longe 

A tecnologia tem sido uma aliada indispensável nesses dias. Chamadas telefônicas e por vídeo buscam amenizar a saudade e aproximar quem está longe. Só que alguns idosos ainda resistem ao uso de aparelhos eletrônicos modernos, seja porque consideram complexos, seja porque realmente não conseguiram se adaptar. 

Uma  solução que tem sido bastante útil para a famílias dos idosos e pode inclusive ser um ótimo presente para o dia das mães nesses tempos são os serviços de teleassistência. Através de aparelhos de simples utilização e que não requerem maiores habilidades com a tecnologia, é possível monitorar em tempo integral e ainda se comunicar com os usuários do serviço sem que seja de forma invasiva. Cuidar da segurança e do bem estar de quem amamos também é uma forma de demonstrar carinho e amor.

Como funciona um serviço de Teleassistência?

A Teleassistência é um serviço de monitoramento pessoal que permite que, através de um botão de emergência, o usuário consiga se comunicar imediatamente com uma central de atendimentos disponível em tempo integral em caso de emergência. Um profissional irá atendê-lo e agir da forma mais adequada para a ocasião, como contatar serviços médicos, por exemplo. Ideal para idosos que moram ou passam parte do dia sozinhos, o serviço ainda conta com opções que permitem a comunicação direta com familiares.

No modelo Vidafone fixo, que é o indicado para idosos que ficam desacompanhados em suas casas, a comunicação é feita através de um console ligado à linha telefônica fixa que é ativada através do botão de emergência usado junto ao corpo, geralmente como pulseira ou pingente. O aparelho possui sistema de viva-voz e funciona mesmo a vários metros de distância, em qualquer cômodo da residência.

Durante a pandemia de Covid-19 que estamos enfrentando, os usuários podem, inclusive, usar a linha de emergência para conversar com os atendentes sobre qualquer assunto. É, sem dúvidas, uma forma de proporcionar cuidado aos nossos entes queridos. 

Clique aqui para conhecer as condições especiais para aquisição do Vidafone fixo na quarentena

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar
Tire suas dúvidas