Como funciona o monitoramento de idosos a distância

Como funciona o monitoramento de idosos a distância

O monitoramento de idosos a distância já é uma realidade: idosos mantém sua autonomia e a família fica mais tranquila. Saiba como funciona a teleassistência!

Quem tem um idoso na família, sabe o quanto é difícil ficar de olho nele. Por mais saudável e ativo que ele seja, sempre gostamos de saber se está tudo bem, não é mesmo? Entretanto, nossos velhinhos querem privacidade, manter sua independência e realizar suas atividades com autonomia, mesmo quando sabemos que a idade avançada já os limita um pouquinho. Segundo o IBGE, a cada ano, mais idosos têm optado por viver sozinhos. E não há nada de mal nisso, desde que eles possuam capacidade física e mental para tanto, e os familiares possam acompanhá-los, nem que seja de longe. Os Sistemas de Emergência Pessoal são a solução mais acessível e segura para realizar o monitoramento de idosos a distância. Eles permitem, justamente, que os familiares possam garantir a segurança dos idosos enquanto estes mantêm sua autonomia.

Mas você deve estar se perguntando: com tantas opções de tecnologia, como smartphones e computadores, vale a pena ter um serviço de monitoramento a distância?

Nós garantimos que sim e vamos mostrar o porquê!

Como os Sistemas de Emergência funcionam?

O monitoramento de idosos a distância é realizado por meio dos Sistemas de Emergência Pessoal, também conhecidos como Sistemas de Teleassistência.

São diversos equipamentos, categorizados em “uso dentro de casa” e “uso fora de casa”. Cada tipo de equipamento tem sua particularidade e é mais indicado para um perfil de usuário, mas todos eles têm como objetivo promover a autonomia dos idosos e a tranquilidade dos familiares.

Uso dentro de casa

Nessa modalidade, o equipamento instalado na casa do usuário é o PERS 4200. Ele é um console que fica conectado à linha telefônica fixa e o usuário recebe um botão de emergência à prova d’água e de longo alcance, que pode ser utilizado como pulseira ou pingente.

Em caso de emergência, o usuário pressiona apenas um botão e é imediatamente atendido por um atendente especializado, que identifica a ocorrência e direciona o atendimento conforme plano de ação: acionar os familiares, o plano de saúde, a ambulância etc.

Essa é a grande vantagem da teleassistência sobre outras tecnologias habituais: com apenas um toque, o usuário é atendido e sua solicitação é encaminhada para a solução mais adequada.

Para entrar em contato diretamente com o idoso, é só ligar para o telefone fixo e ele poderá atendê-lo pressionando o botão de emergência. Isso garante que vocês conversem mesmo que o idoso esteja em outro cômodo da casa – pelo viva-voz e microfone do console.

E para ampliar ainda mais a rede de cuidados, podem ser adicionados acessórios ao PERS 4200. Os principais modelos são o Sensor de Quedas e o Dispensador de Medicamentos. Saiba mais sobre eles:

  • Sensor de Quedas: é um pingente com botão SOS que identifica, automaticamente, quando há uma queda e envia o comando de emergência. A diferença entre o Sensor de Quedas e o Botão de Emergência é que o primeiro possibilita que o idoso seja atendido mesmo se estiver inconsciente e não consiga pressionar o botão.

  • Dispensador Eletrônico de Medicamentos: é um equipamento que permite organizar os medicamentos do idoso e emite um alerta no horário configurado para cada um. São 28 nichos e comporta, em média, 10 comprimidos em cada.

Estes equipamentos são indicados para idosos que moram sozinhos ou passam boa parte do dia sozinhos em casa. Para pessoas que consomem medicamentos regularmente e que possuem histórico de queda, os acessórios completam as opções de cuidados.

Uso fora de casa

O Mini Rastreador Pessoal IGO é um Sistema de Emergência móvel, que funciona em qualquer lugar por meio da rede celular. Além do botão SOS para chamar emergência sempre que precisar, o sistema móvel permite que os familiares possam rastrear a localização do idoso em tempo real. Esse é um modelo resistente à água e conta, também, com sensor de queda embutido.

Quando há uma situação de emergência e o idoso pressiona o botão, todos os contatos cadastrados recebem um SMS com a localização do idoso. Imediatamente, o equipamento começa a discar para a central de monitoramento de idosos a distância 24h, que executa o plano de ação.

Este equipamento é perfeito para os idosos ativos, que saem desacompanhados e buscam ter a tranquilidade de que serão prontamente atendidos em caso de emergência.

Você já sabe qual o serviço de monitoramento à distância ideal para seu familiar idoso? Faça o download GRÁTIS do “Guia Prático – Qual a melhor opção de Cuidado para Idosos”!

Guilherme Not

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *