Incontinência urinária em idosos: causas e tratamento

A incontinência urinária é um distúrbio caracterizado pela perda involuntária de urina pela uretra. As causas podem estar relacionadas a diversos fatores, como gravidez, parto, presença de tumores, doenças que comprimam a bexiga, obesidade e tosse crônica, por exemplo. Embora possa acontecer em qualquer fase da vida, a incontinência urinária em idosos é mais comum. O problema afeta entre 30% a 60% das pessoas com mais de 60 anos. A doença por si só já causa prejuízos à qualidade de vida, mas ela torna-se ainda mais perigosa por causar isolamento social, depressão e baixa autoestima. A incontinência urinária na terceira idade tem tratamento e não deve ser vista como um sintoma natural do envelhecimento – e o mesmo vale para outras doenças comuns em idosos.

Causas da incontinência urinária em idosos

Mudanças no corpo e no organismo, naturais do envelhecimento, são os principais fatores causadores da incontinência urinária. São eles:

– Os músculos da bexiga se tornam mais fracos;

– A capacidade da bexiga diminui, aumentando a frequência de idas ao banheiro;

– Dificuldades para andar e se movimentar com agilidade;

– Problemas de visão;

– Enfraquecimento dos músculos pélvicos, no caso das mulheres;

– Aumento da próstata nos homens;

– Uso de medicamentos com efeitos diuréticos.

Qual a origem da incontinência?

Para tratar a incontinência urinária em idosos, é preciso identificar a origem do problema. Ela pode ser de diversos tipos:

Incontinência urinária de esforço

Quando a urina escapa durante atividades que pressionam a bexiga, por exemplo: tossir, espirrar, rir ou levantar objetos pesados. É o tipo mais frequente em mulheres.

Incontinência urinária de urgência

Também chamada de bexiga hiperativa, provoca um desejo súbito e intenso de urinar, a ponto de não dar tempo de chegar ao banheiro. Pode estar associada a um distúrbio neurológico ou a diabetes.

Incontinência urinária por transbordamento

Quando você não consegue esvaziar a bexiga e, por isso, a urina transborda em pequenas quantidades. É mais frequente em homens, já que o aumento da próstata pode levar à dificuldade de esvaziar a bexiga.

Incontinência urinária funcional

Comum entre idosos que têm controle normal da bexiga, mas alguma outra limitação física ou mental os impede de chegar a tempo ao banheiro. Por exemplo, se uma pessoa sofre com artrite severa, talvez não seja capaz de desabotoar as calças com rapidez suficiente.

Além disso, o idoso pode portar um desses tipos de incontinência urinária ou mais de um deles, o que é conhecido como incontinência urinária mista.

Tratamento para a incontinência urinária em idosos

Como toda doença, é necessário consultar um médico para que ele possa identificar a causa e indicar o melhor tratamento para o problema. Somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado para cada caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento.

Porém, algumas mudanças simples de hábitos podem ajudar a prevenir a incontinência urinária em idosos. Veja algumas dicas:

– Urinar em intervalos regulares e programados, por exemplo, a cada hora;

– Evitar o álcool e bebidas com cafeína;

– Evitar o tabagismo;

– Eliminar o excesso de peso.

Compartilhar