Saiba os riscos da queda de um idoso

As quedas são o acidente doméstico mais frequente e a principal causa de morte acidental entre os idosos.  Segundo estimativas, em média 30% da população idosa sofre ao menos uma queda por ano.  Após a primeira queda, as chances de recorrência aumentam em três vezes. São dados alarmantes, principalmente porque as consequências, tanto físicas quanto psicológicas, podem ser graves e muitas vezes irreversíveis. Mas, afinal, qual o motivo dessa incidência tão alta de queda de idosos?

A idade avançada, por si só, já representa um risco

O primeiro passo é conscientizar o idoso de que ele está passando por muitas mudanças e que talvez corpo não responda aos estímulos como antes. O surgimento de limitações é natural nessa fase da vida e é de extrema importância que se respeite esses limites. Então, ter cuidado na hora de se deslocar, evitar superfícies escorregadias e irregulares e apelar para muletas e bengalas, se necessário, pode ser um ato de responsabilidade e tanto. Além disso, é sempre importante considerar se realmente há a necessidade de executar certas atividades potencialmente arriscadas, como alguns serviços domésticos, por exemplo. 

O corpo já não funciona no mesmo ritmo de outrora 

Faz parte do processo de envelhecimento ter perdas significativas em funções importantes do corpo que afetam o equilíbrio, como diminuição de reflexos e perdas musculares e visuais. Consequentemente, essas perdas representam um risco iminente para acidentes, principalmente quedas.

Além dessa degeneração natural, doenças que são comuns na terceira idade e o uso de alguns medicamentos contribuem para o agravamento desse risco. Por isso, é muito importante manter hábitos saudáveis, como alimentação adequada e prática regular de atividades físicas, mesmo que leves. Essas atitudes dão mais vitalidade ao corpo. Visitar regularmente o médico afim de diagnosticar possíveis doenças também é bastante relevante nesse processo. 

Preste atenção ao ambiente ao redor do idoso

A maior parte (cerca de 70%) das quedas na terceira idade ocorre dentro de casa. Realizar adaptações nos ambientes em que o idoso costuma frequentar pode ajudar a evitar esse risco. Remover obstáculos, como móveis e objetos espalhados pela casa, instalar barras de apoio e fixar os tapetes no chão costuma ajudar bastante. A iluminação do ambiente também ajuda o idoso a se deslocar com mais facilidade pela casa, bem como o uso de roupas e calçados confortáveis e no tamanho correto

Saiba como socorrer um idoso em caso de queda 

Mesmo tomando todos os cuidados possíveis, é quase impossível evitar que acidentes aconteçam. Saber como agir nessa hora pode garantir a qualidade de vida de seu ente querido pelos próximos anos. 

A primeira atitude deve ser verificar a presença de sangramentos ou fraturas e perguntar se ele sente muita dor. Pessoas mais idosas têm maior facilidade em quebrar ossos. Então, se um idoso cair e não conseguir mexer um membro, garanta que haja o mínimo de movimentação possível e chame ajuda médica imediatamente. Caso não haja consequências graves aparentes, ainda é importante que ele consulte um especialista assim que possível para garantir que não ficaram sequelas. 

Segundo especialistas, os primeiros 60 minutos que se leva para prestação de socorro, a chamada Golden Hour, são extremamente importantes. Esse tempo pode determinar as consequências físicas e psicológicas da queda.  Portanto, se o seu familiar idoso costuma ficar sozinho em casa ou andar desacompanhado pela rua, ele corre o risco de não ser atendido imediatamente caso sofra uma queda.

Uma solução eficaz nesses casos são os sistemas de monitoramento pessoal. Através deles, o idoso consegue pedir ajuda através de um botão emergência que fica junto ao corpo, como pingente ou pulseira. O dispositivo ainda pode ter a função de sensor de quedas, que garante o socorro mesmo se o usuário estiver impossibilitado.

Para mais informações sobre como você pode proporcionar segurança para seu familiar idoso mesmo sem estar presente, entre em contato através da nossa página de contato

 

 

 

 

Compartilhar
Tire suas dúvidas